Publicidade

DJ

Compromisso de Longo Prazo

Exercício físico é fundamental para vida sexual mais ativa

Mesmo um pouco de atividade física, como uma caminhada de 30 minutos ao dia, pode produzir risco menor de disfunção erétil

Cartas  –  02/12/2012 08:56

1

(Foto: Divulgação/Rhuan Fernandes)

Pablo Augusto Borges: "Exercícios podem ser combinados com treinamentos de peso"

A disfunção erétil assombra a mente dos homens. É cultural? É histórico? É medo? Enfim, é uma situação que ninguém quer vivenciar, e é um assunto certamente proibido para falar entre um intervalo e outro das partidas de futebol de fim de semana. Quando o assunto surge, o “problema” é sempre do vizinho, do amigo distante ou de um conhecido qualquer... Ninguém quer levantar a mão e contar para os amigos que a disfunção erétil também é um problema seu. 

O homem é assim. Se sente um super herói, incrivelmente invencível. Acha que nada pode o atingir, porém esquece-se de cuidar de sua própria saúde, deixa sempre para amanhã. E, como é de praxe, o amanhã nunca chega. É só quando há algo muito errado, que não tem mais como “esconder”, é que se procura ajuda. Muitas vezes é a mulher (a esposa, a namorada, a mãe), que toma a responsabilidade para si e encaminha esse homem para uma assistência à saúde. 

Para tratar e evitar os problemas de disfunção erétil é necessário que o indivíduo procure ajuda e se deixe ser ajudado por uma equipe multidisciplinar, envolvendo os profissionais especializados como: psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e educadores físicos. Nessa hora, o profissional educador físico tem um papel muito importante na vida desse homem. É na atividade física, inserida na rotina, que pode ser sem dúvidas a porta para que ele tenha uma vida sexual mais ativa. 

O educador físico, como um profissional de saúde, quando atua em uma clínica específica para a saúde do homem, tem entre outras funções depois de realizar uma avaliação física, a de elaborar/construir um programa de exercícios que se adéque à realidade do paciente, conforme a condição de sua saúde, com o objetivo de melhorar a sua condição atual. 

Especialistas recomendam que homens que queiram prevenir a impotência devam fazer um compromisso de longo prazo para o exercício. Mesmo um pouco de atividade física, como uma caminhada de 30 minutos ao dia, ou algumas vezes durante a semana, pode produzir um risco menor de desenvolver uma disfunção erétil. Tudo isso é independente da idade, e os exercícios podem ser combinados com treinamentos de peso. 

> Pablo Augusto Borges é educador físico da Clínica Ictus Homem, Florianópolis/SC

Por Redação do OLHO VIVO  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×