Publicidade

DJ

De 6 a 9 de Junho

Confira a programação da Feira do Livro de Resende

Diversidade Cultural é o tema principal deste ano e Narcisa Amália foi escolhida como patrona do evento

Cidades  –  25/05/2019 17:57

 

Flir 5 1

(Fotos: Divulgação)

_______________________________________________________

Flir tem como objetivo principal estimular a popularização do livro e a democratização do acesso à literatura, criando um ambiente de trocas, diálogos e aprendizados

_______________________________________________________

Realizada pela Look Mídia e Ministério da Cidadania, com o apoio cultural do Firjan Sesi, a 5ª edição da Flir (Feira do Livro de Resende) acontece nos dias 6, 7, 8 e 9 de junho, das 9 às 21h, na Área de Exposições de Resende. O acesso é gratuito a todo o evento, que conta com uma extensa programação cultural para o público de todos os gostos e faixas etárias em diversos espaços. O tema principal deste ano será Diversidade Cultural com o objetivo de homenagear e representar as diversas culturas existentes no Brasil. Para complementar, este ano foi escolhida como patrona a Narcisa Amália, a primeira mulher a se especializar no ramo de jornalismo no Brasil, sendo conhecida por todo país pelos seus artigos e prosas em favor da abolição da escravatura, defensora da mulher e de minorias. 

Espaços da Flir 

A Flir será, novamente, um grande ponto de encontro de escritores, educadores, artistas e público em Resende, colocando em evidência a produção artística local e reunindo todos em um só lugar. Espaços temáticos com conteúdo infantil, juvenil e adulto vão envolver mais de 400 artistas. Mesas e debates sobre arte e literatura vão incentivar a participação do público e movimentar a feira. A organização já confirmou mais de 30 expositores, entre editoras, livrarias e sebos, que proporcionarão grandes descontos e variedades de produtos e serviços. 

1 - Além do Espaço Educacional, um galpão com mais de dez expositores (escolas, faculdades, instituições educacionais, entre outros), com o objetivo de aproximar os setores educacionais ao mundo da literatura, envolvendo o público nessa união.

2 - Já nas programações da Flir, será possível encontrar apresentações artísticas associadas à literatura, como música popular, espetáculos de dança, coral, teatros e saraus no Palco Cultural.

3 - Pensando no público infantil, terá a Flirzinha, um ambiente alegre, com contações de histórias, encontro com autores e apresentações infantis, visando o incentivo ao hábito de leitura nas crianças.

4 - O público poderá contar também com diversas palestras, bate-papos e oficinas com diversos temas, no Auditório Literário.

5 - A Caravana da Ciência, um espaço de educação informal, onde o visitante tenha um contato lúdico, direto e dinâmico com a ciência. A visitação, além de ser um momento de entretenimento, é uma oportunidade diferenciada onde o entretenimento inteligente alia-se com o aprendizado e a obtenção de conhecimento.

6 - Além desses locais haverá outros espaços como a Tenda Sesc com oficinas de encadernação manual, poesia, gravura entre muitas outras, além de diversas atrações surpresas durante o evento. 

Convidados especiais 

Estão na programação mais de 60 escritores de todos os estilos literários, de diversos lugares do Brasil, para autografar e lançar livros no Espaço do Escritor, além dos convidados especiais reconhecidos nacionalmente, são eles: 

 1_1

. Daniel Munduruku - Daniel se tornou um dos primeiros escritores indígenas. Estudou Filosofia e tem licenciatura em História e Psicologia, doutor em Educação pela Universidade de São Paulo. É pós-doutor em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos- UFSCar. Diretor presidente do Instituto UKA - Casa dos Saberes Ancestrais. Autor de 52 livros para crianças, jovens e educadores, incluindo “Histórias de índio”, “Coisas de índio” e “As serpentes que roubaram a noite”, os dois últimos premiados com a Menção de livro Altamente Recomendável pela FNLIJ. É Comendador da Ordem do Mérito Cultural da Presidência da República desde 2008 e um dos fundadores da Academia de Letras de Lorena, em São Paulo. Recebeu diversos prêmios no Brasil e exterior, entre eles o Prêmio Jabuti, Prêmio da Academia Brasileira de Letras, o Prêmio Érico Vanucci Mendes (outorgado pelo CNPq). Muitos de seus livros receberam o selo Altamente Recomendável outorgado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Em 2017 foi contemplado com o Prêmio Jabuti na categoria Juvenil. É o grande ganhador do Prêmio da Fundação Bunge pelo conjunto de sua obra e atuação cultural, em 2018. Lecionou durante dez anos e esteve em vários países da Europa, participando de conferências e ministrando oficinas culturais para crianças. Seu livro “Meu avô Apolinário” foi escolhido pela Unesco para receber Menção honrosa no Prêmio Literatura para crianças e Jovens na questão da tolerância. Entre outras atividades, participa ativamente de palestras e seminários destacando o papel da cultura indígena na formação da sociedade brasileira.

2_3 

. Cristiano Gouveia - Músico, compositor, escritor e contador de histórias. Desenvolve pesquisa dedicada à música inserida na linguagem narrativa. Entre 2011 e 2013 atuou no programa infantil “Quintal da Cultura” (programa ganhador do APCA em 2014), veiculado na TV Cultura e TV Ratimbum, onde interpretava o personagem Teobaldo. Integrante da Cia. Prosa dos Ventos, núcleo de pesquisa de teatro, música e contação de histórias, onde recebeu prêmios na categoria melhor trilha sonora e direção musical em diversos festivais de teatro. É integrante e um dos fundadores do Coletivo Jacaré na Porta, grupo de pesquisa e criação de literatura infanto-juvenil. Lançou em 2017, em parceria com a ilustradora portuguesa Sónia Borges, seu primeiro livro/CD para crianças, “Vermelho de dar dó”. O livro traz um reconto cantado da história clássica da Chapeuzinho Vermelho. É autor dos livros da "Coleção Pequenos Sambistas”. Ainda inédito, o projeto, ilustrado por Tatiana Móes, apresenta quatro livros que com quatro contos inspirados na obra de sambistas brasileiros: Cartola, Clementina de Jesus, Chiquinha Gonzaga e Adoniran Barbosa. A coleção recebeu bolsa de incentivo à criação literária infantil/juvenil, através de Edital Proac, da Secretaria de Cultura do Governo de São Paulo.

3_3 

. Eliana Alves Cruz - Carioca, escritora e jornalista pós-graduada em Comunicação Empresarial. Vencedora do concurso de romances da Fundação Cultural Palmares/MINC 2015, com o romance “Água de barrela”, fruto de cinco anos de pesquisa sobre a história de sua família desde os tempos da escravidão. A profundidade dos personagens e a verossimilhança das situações por eles vividas são os pontos chave deste romance baseado em três séculos de história real de uma família negra no Brasil. Não há como não ser tocado por emoções intensas diante de muitos momentos do texto. A força da narrativa reside, precisamente, na riqueza de detalhes que conferem densidade e vigor à história. Participou da coletânea “Cadernos Negros 39 (poesias) e 40 (contos)”, do Quilombhoje Literatura. Neste mesmo ano, participou também da premiada antologia “Novos poetas”. Também está no livro “Perdidas, histórias para crianças que não tem vez”, da Imã Editorial. Em 2018 ficou entre as dez classificadas no Concurso Nacional de Conto Ciclo Contínuo. Empenhada no resgate da memória social e cultural afro-brasileira, lançou pela Editora Malê seu mais novo romance - “O crime do cais do Valongo” - figura como romance histórico e policial, com uma instigante narrativa que se inicia em Moçambique e chega até o Rio de Janeiro.

4 

. Patrícia de Arias - Nascida na Espanha, Patrícia é poeta, escritora, atriz e fundadora da Atrium Escola de Música.  Seus livros “Fica comigo” e “Uma ideia no bolso”, da Editora Rovelle, foram incluídos no Acervo Básico da FNILIJ em 2015 e “Fio de Lua & Raio de Sol” foi selecionado pelo MEC para fazer parte do Plano Nacional de livro didático em 2018. Mas foi, sem dúvida, “O caminho de Marwan” (editado no Brasil pela Trioleca Casa Editorial) o livro que deu os maiores reconhecimentos nacionais e internacionais à autora. Publicado em nove línguas e em mais de 20 países, “O caminho de Marwan” já é considerado internacionalmente como um dos livros infantis de referência para abordar o drama dos refugiados. Foi galardoado com a Menção Especial na categoria New Horizon do Bologna Ragazzi Awards 2017 (Itália), considerada a Feira de Literatura Infantil mais importante do mundo. Ganhou o selo Altamente Recomendável 2018 da FNLIJ do Brasil e selecionado em 2019 na lista dos “Melhores livros infantis e juvenis do momento” e Selo Altamente Recomendavel pela Fundalectura / IBBY Colombia. A Prestigiosa revista “Kirkus”, nos Estados Unidos, concedeu o prêmio The Best Picture Books of 2018. Importantes revistas literárias e jornais estrangeiros, como o “The New York Times” ou a “NPR”, também dedicaram grandes elogios à autora e à sua obra.

5 

. Felipe Castilho - Escritor e roteirista de quadrinhos. Aos 24, já como autor, participou de coletâneas e finalmente lançou-se no mundo dos romances, com o primeiro volume desta série. Os inúmeros elogios que vieram tanto da mídia quanto dos leitores aumentaram mais ainda seu entusiasmo em continuar escrevendo, e é isso o que ele vem fazendo com seus livros e contos (publicados quinzenalmente no site Quotidianos). Autor de “Ordem Vermelha: Filhos da degradação” (Intrínseca, 2017), da saga “O legado folclórico” (Autêntica Editora) - composta pelos livros “Ouro, fogo & megabytes” (2012), “Prata, terra & lua cheia” (2013) e “Ferro, água & escuridão” (2015), que une mitologia brasileira com o mundo dos videogames, e do audiolivro “Futuros malfeitos, pretéritos imperfeitos” (Tocalivros, 2018), com contos de fantasia e ficção científica. Recentemente lançou a graphic novel “Desafiadores do destino” (Avec Editora, 2018) e foi roteirista da HQ finalista do Prêmio Jabuti, “Savana de pedra”, com arte de Tainan Rocha e Wagner Willian. 

> Flir (Feira do Livro de Resende) - Data: de 6 a 9 de junho. Local: Área de Exposições de Resende. Acesso: gratuito. Clique e confira a programação completa.

_______________________________________________________

Por Assessoria de Comunicação  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×