Publicidade

DJ

A Casa do Povo Ocupada

Ar-condicionado da Câmara de VR ficou ligado a noite toda

Manifestantes que ocuparam o local tiveram que suportar um frio torturante; aparelho só foi desligado às 7h48 desta quinta-feira; MEP, OAB e Resgate da Paz buscam diálogo

Denúncias  –  22/08/2013 10:01

1

(Foto: Reprodução/Facebook)

Empresa terceirizada disse, segundo os manifestantes, que
o ar não poderia ser desligado sem a autorização da presidente da Casa

> Leia também: Manifestantes decidem: Só haverá sessão se tarifa baixar para R$ 2,40; Câmara de Volta Redonda continua ocupada; América Tereza tenta criar polêmica com crucifixo; BM também é ocupada 

TRE começa a julgar pedido de cassação de Neto; Relator do processo, juiz Alexandre Mesquita, votou pela cassação do mandato

Os manifestantes que ocuparam a Câmara de Volta Redonda tiveram que suportar um frio torturante a noite toda. Segundo representantes do MPL (Movimento Passe Livre), ontem, 21, ao sentirem que o ar-condicionado havia sido ligado a aproximadamente 15°C, eles foram imediatamente pedir para desligá-lo. No entanto, de acordo com o MPL, primeiramente foi dito que a pessoa que liga o ar provavelmente não estava mais na Câmara. Disseram ainda, conforme o MPL, que o ar é automático em horário de sessão. Detalhe: era quarta-feira, às 20h, e o ar ficou ligado por toda a noite.

O ar-condicionado, ainda de acordo com o MPL, só foi desligado às 7h48 de hoje, 22. Ao entrar em contato com o responsável, o MPL foi informado, segundo o Movimento, de que "não poderia fazer nada, porque a ordem de ligar o ar-condicionado foi direta da direção da Casa, e no mais frio, e só posso desligá-lo com ordem dela". Diante disso, o MPL postou no Facebook: "O dinheiro que é gasto para manter um ar-condicionado central ligado a 15°C não é pouco! E foi usado para nos torturar".

Confira a transmissão ao vivo da ocupação

____________________________________________________

O relato de quem está na ocupação

Anielli Carraro

O ar-condicionado permaneceu a noite toda ligado aqui na Câmara. Tivemos que suportar uma temperatura de 15ºC. Ao ligar para a empresa terceirizada responsável pelo serviço, agora pela manhã, para pedir o fim dessa tortura, tivemos a informação de que "o ar não poderia ser desligado sem a autorização da presidente da Casa, América Tereza (PMDB)". 

Estamos denunciando para toda a imprensa esse descaso com os direitos humanos e com o dinheiro público. Estamos todos aqui tossindo, gripados e cansados, mas com a certeza de que na luta é necessário resistir! Não é mole não, fazer tortura com o dinheiro do povão!

Diminuíram exageradamente a nossa temperatura, como forma de repressão. Mas nós não desistiremos, a luta é legitima e agora! Precisamos do apoio de todos.

1h58 = A cada hora que passa, parece ainda mais frio. Realmente esse estilo de tortura eu não conhecia. Obrigada à presidente da Câmara, que tão gentilmente decidiu usar o dinheiro do povo, com o gasto desnecessário do ar-condicionado, para torturar o próprio povo na Casa do Povo. Seguimos com muito frio, mas em frente! 

_____________________________________________________

Reivindicações apresentadas
à América Tereza e aos vereadores

Ontem, o MEP (Movimento Ética na Política), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e Movimento Resgate da Paz estiveram na ocupação e ficou acordado uma nova reunião para hoje, às 14h, para que a Câmara apresente respostas e dialoguemos sobre uma possível desocupação, que, reafirmamos, depende do atendimento satisfatório de nossas reivindicações. São elas: 

> Revogação do aumento da passagem, com abertura das planilhas financeiras das empresas de ônibus com participação popular.
> Ônibus 24 horas.
> Marcar a data da audiência pública de mobilidade urbana para discutir a implementação do empréstimo de R$ 61 milhões.
> Rediscussão do projeto de Bilhete Único apresentado pelo prefeito.
> Implementação do PCCS com comprimento da lei 3250-95.
> Contra demissão da Cohab.
> Contra a interferência do Executivo no Fundo de Previdência.
> CPI da Cultura.
> Contra a criação da clínica municipal de recuperação de dependentes químicos "contra o modelo de internação compulsória".
> Mais moradia.
> Discutir o Plano de Previdência em audiência pública.
> Fim da caça às bruxas das entidades representativas que se contrapõem à política de criminalização dos movimentos sociais. 

Sabemos que nesta pauta algumas reivindicações são exclusivas do Poder Executivo, como a revogação do aumento da passagem. Por isso, queremos que a Casa Legislativa marque uma reunião com o prefeito junto conosco, para apresentarmos essa pauta. Queremos o diálogo, mas não toleraremos o teatro que nos tem sido imposto por esta Casa e sua presidente, que tenta manipular a opinião pública contra nós. O debate tem que ser aberto e franco e para isto solicitamos a toda a população, aos órgãos de classe, associações de moradores, igrejas e entidades religiosas de todos os credos, que compareçam à Câmara Municipal hoje, às 14h, para esta reunião e às 18h para a sessão. Apelamos também ao Ministério Público que acompanhe e intermedie este debate, para que tenhamos o máximo de garantia da seriedade de todas as ações.

____________________________________________________

*O que não colou foi o teatro do crucifixo 

Numa tentativa vil de colocar a população contra a ocupação da Câmara, a vereadora América Tereza tentou criar um factoide: acusar o MPL de haver "destruído" o crucifixo que adornava a Câmara. Mas o teatro da vereadora foi desmascarado logo depois. 

1 - O crucifixo havia sido retirado da parede (em respeito à laicidade do Estado) e cuidadosamente guardado pelo movimento atrás da mesa diretora. 

2 - Quando os vereadores chegaram, inexplicavelmente, o crucifixo apareceu desmontado, sendo então exibido pela vereadora para as câmeras da imprensa. 

3 - Mas mentira tem perna curta. O crucifixo não foi quebrado. Ele está bem guardado pelo movimento, que respeitou todo o patrimônio público e não praticou nenhum ato de vandalismo (e, muito menos, um ato de desrespeito a qualquer religião).

 * Texto reproduzido do Grupo Ocupa Câmara VR

Por Redação do OLHO VIVO  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×