Publicidade

Premio

Pontos Positivos e Negativos

"VR do Rock", uma baita jogada de marketing da prefeitura

Eventos como esse são importantes, mas não tão importantes quanto uma Conferência Municipal, que, em tese, ditará os rumos da política cultural da cidade

Opinião  –  31/05/2013 15:53

1369

(Foto Ilustrativa)

Dois pesos, duas medidas: Não é porque o prefeito

ganhou a eleição que não pode ser criticado

 

Tive uma discussão com um jornalista no Facebook que me fez ficar pensando mais do que o normal: Postei um comentário sobre o "VR do Rock", onde dizia que tava satisfeito por poder ver artistas que eu curto, como Eu Você e a Manga e Vitrine, só pra citar duas bandas daqui, mas que o evento era uma baita jogada de marketing da prefeitura e que eu queria ver aquele aparato todo (outdoor, TV, rádio, filipetas, carro de som) para a Conferência de Cultura. Fui acusado pelo jornalista de estar fazendo mimimi de derrotado nas eleições. Não podia deixar de entrar nesse assunto aqui. Vamos a alguns pontos que gostaria de colocar:

> 1º - Pago impostos, sou cidadão atuante na cidade e com todo direito de me colocar. E, se não estou satisfeito com o prefeito eleito, tenho direito de reclamar, denunciar, combater;

> 2º - Não é porque o prefeito ganhou a eleição que não pode ser criticado;

> 3º - Amo rock, curti por demais o evento, curti ver que o policiamento ostensivo e constrangedor ficou do lado de fora da Ilha, curti ver que roqueiros sempre acusados de drogados, violentos etc. etc. etc. estavam curtindo o evento numa paz de dar alegria e orgulho da molecada;

> 4º - Creio que eventos como esse são importantes, mas não tão importantes quanto uma Conferência Municipal, que, em tese, ditará os rumos da política cultural da cidade, garantindo assim a realização de outros eventos, fomentando a feitura de produtos culturais;

> 5º - Estamos na batalha pela Conferência há muito tempo, inclusive, integrantes de algumas bandas que participaram do "VR do Rock".

Pra quem não sabe, um grupo de artistas, produtores, cidadãos, está dialogando com a secretária de Cultura de Volta Redonda, Rosane Gonçalves Pinto Magalhães, e a Conferência, assim, foi marcada. Um dos pontos trabalhados nas reuniões é que a Conferência seria convocada com divulgação maciça e com esclarecimentos sobre a importância, sobre a necessidade de participar do Sistema Nacional de Cultura e que a realização da Conferência é um dos critérios para participar do mesmo. Na Conferência deverá ser eleito novo Conselho de Cultura, elaborado o Plano Municipal de Cultura, ou ao menos um esboço, entre outras questões relevantes que deverão mudar a forma de se fazer cultura em VR City.

Pois que seja convocada a Conferência e que os debates sejam frutíferos! Evoé.

Por Giglio  –  gigliovr@facebook.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×