Publicidade

DJ

Polêmica na Internet

Artistas fazem abaixo-assinado online para que Lei Orgânica seja votada

Grupo que defende a realização da Conferência de Cultura intensificará campanhas "Fora Moa" e "CPI da Cultura Já"

Opinião  –  26/11/2012 10:23

475

(Foto Ilustrativa)

É fácil assinar, basta clicar no

link ao lado e preencher o formulário

E a polêmica entre se realizar um Fórum Municipal de Cultura ou a Conferência Municipal de Cultura continua. Parece até que é isso que o prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto (PMDB), quer. E é fácil observar isso. O grupo de artistas que defende a realização da Conferência é um grupo que está junto há muito tempo e que não aguenta mais os desmandos do prefeito e a incompetência do secretário municipal de Cultura, Moacir Carvalho de Castro Filho, o Moa. Estão organizados e se organizando e querem ver acontecer a votação da Lei Orgânica Municipal (para assinar o abaixo-assinado clique aqui), que já traria parte das mudanças necessárias e reivindicadas.

Mas o grupo quer mais que isso e é legítimo que sejam corporativistas as reivindicações. Esse grupo quer melhores condições de trabalho, transparência nas contas públicas. Democracia. Mas o prefeito é esperto e logo inventou de fazer o Fórum. Isso criou uma polêmica que abafou um caso grave e que, se não dermos o devido tratamento, virará mais uma pizza fria. O caso Moa.

Artistas não são bobos

A polêmica é verdadeira, o Fórum vai ser realizado e acredito que os artistas participarão, pois não são bobos também. Mas o caso Moa precisa de um tratamento urgente. É inadmissível que um secretário seja envolvido em diversos escândalos, que provas tenham vindo a público e a Câmara Municipal não faça nada. Chega a ser absurda a postura da Câmara. Chega a ser uma postura de conivência. 

O prefeito teve sua chance de exonerar o secretário durante a campanha. Não o fez. Deve ter seus motivos, sejam eles amizade, parceria ou conivência. Não o fez. E, agora, mais esta cortina de fumaça. Mas que não se iluda e se perca na própria fumaça. Os artistas sabem o que querem, estão se reunindo e se preparando. Mas não esqueceram os erros do secretário. E as campanhas “Fora Moa” e “CPI da Cultura Já” continuam.

Seja em um Fórum ou Conferência, ambos os espaços são legítimos para se exigir uma CPI e mudanças. E elas serão exigidas.

Em tempo: O OLHO VIVO entrou em contato com a Prefeitura de Volta Redonda, para ouvir a posição oficial da Secretaria de Cultura sobre o assunto, mas não obteve resposta.

> Assine aqui o abaixo-assinado

Por Giglio  –  gigliovr@facebook.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×