<

Publicidade

Premio

Indignação e Dor

Sequestro: corpo de menino de 6 anos é enterrado em Barra do Piraí

Suspeita do crime é manicure que prestava serviço à mãe da vítima; Suzana de Oliveira deve ser indiciada por assassinato e ocultação de cadáver

Polícia  –  26/03/2013 15:11

1105

(Foto: Reprodução/Facebook)

Nas grades: Suzana de Oliveira

teria confessado a autoria do crime

 

O corpo do menino João Felipe Eiras de Santana Bichara, de 6 anos, morto em Barra do Piraí (Suzana de Oliveira, manicure da mãe do garoto, é a suspeita do crime) foi enterrado na manhã desta terça-feira, 26, no Cemitério Santa Rosa. Centenas de pessoas participaram do sepultamento. Ela não só teria matado a criança, como escondido o corpo na mala e deixado em sua casa. A justificativa da suspeita seria: "dificuldades financeiras".

Quantos de nós passamos por dificuldades financeiras ao longo de nossas vidas? É lamentável um crime hediondo como esse e dizer ter sido levada pela necessidade de dinheiro. Suzana está detida na carceragem da 88ª DP (Barra do Piraí). Ela deve ser indiciada pelo assassinato da criança e ocultação de cadáver.

Vítima foi levada da escola

Segundo informações da polícia, a criança teria sido levada pela manicure - que prestava serviço à mãe da criança, a empresária do setor imobiliário Aline Santana - por volta das 14h30 de segunda-feira, 25, da Escola Medianeira. Quando a família foi informada do desaparecimento do garoto, entrou em contato com a polícia. Policiais apuraram que os dois haviam ido para um hotel no Centro de Barra do Piraí.

Um dos funcionários do local disse à polícia que ela chegou a ir para um quarto, mas foi embora de táxi pouco depois com a criança, que, segundo ele, parecia desacordada. Policiais conseguiram localizar o taxista, que revelou ter deixado a manicure na casa dela, na Rua Cristiano Otoni, também no Centro.

Criança foi encontrada morta dentro de mala

Os agentes encontraram Suzana na rua e, inicialmente, ela negou ter sequestrado o menino. No entanto, João Felipe foi encontrado morto dentro da mala, na casa da suspeita. Com a confirmação da morte do menino, a manicure teria então confessado a autoria do crime. De acordo com a polícia, a Suzana teria alegado estar em dificuldades financeiras, por isso teria sequestrado o menino e que pediria resgate por ele.

Imagino como estão se sentindo os pais dessa criança. Mas, graças ao bom trabalho dos policiais da 88ª DP, a suspeita já está presa e a Justiça será feita.

Por Elisandra Bezerra  –  elisandra.jornalista@gmail.com

1 Comentário

×

×

×

  • anonimo

    Ah...sou mãe sou avo. Essa criança tem um rostinho tao inocente parece um anjo. A tal INCONSEQUENTE ASSASSINA INVEJOSA NÃO SE ENXERGA! o que os outros tem haver com as dividas dela? que é apenas 8.600,00 pque ela pediu 300.000,00? Nada paga a vida de uma criança. Ela tem que ser torturada e depois asfixiada. A ESCOLA tem que pagar pelo ato irresponsável, tem que ser processada e fechada pra sempre, pois entregou a criança pra estranho sem antes contatar a mãe e confirmar se poderia entregar seu FILHO. Se houver justiça... na terra a justiça será feita e a JUSTIÇA DE DEUS também será feita. E pra você PAI E MÃE busque fé e forças do Grande DEUS dos céus pque a misericórdia o amor e benignidade Dele é imensa e permanente!