Publicidade

ProMusica

Olho Pop

Cláudio Alcântara

claudioalcantaravr@hotmail.com

Valorizando Talentos

Categoria Atriz: Bruna, Giulia e Beatriz são as finalistas

Júri técnico analisará o material enviado; resultado só será revelado na noite da premiação

Votação técnica  –  18/05/2020 21:04

 

Oitava votação do ano fechada. Categoria Atriz do Prêmio OLHO VIVO 2020 - Tema Empoderamento. No total, 70 atrizes foram indicadas. As três mais votadas estão classificadas para a final: Bruna Marquesin (27,21%); Giulia Torres (24,41%); e Beatriz Bastos (17,94%). A entidade beneficiada nesta edição será a ONG  Laços de Amor, que confecciona e doa perucas com cabelos naturais para quem está em fase de tratamento de câncer ou com alopecia. (Veja aqui a reportagem sobre a ONG)

_______________________________________________________ 

Clique e veja o resultado completo da enquete

_______________________________________________________

Os ganhadores de 2020 só serão revelados na noite de premiação, em 21 de fevereiro de 2021 (domingo pós-Carnaval), às 19h, em local a ser definido, durante cerimônia de gala (dia e horário podem ser alterados, de acordo com as necessidades da organização do evento).   

O material enviado pelos finalistas de cada categoria é analisado pelo júri técnico, formado por seis jurados de notório conhecimento artístico profissional, convidados pelo editor-chefe do portal, o jornalista Cláudio Alcântara. Todos os seis jurados votam em todas as categorias. Em caso de empate, o jurado especialista no segmento da respectiva categoria terá o voto de minerva. Caso ele não queira desempatar, ganha aquele que conseguiu a maior quantidade de votos na etapa popular.  

Confira o material enviado pelas finalistas

> Bruna Marquesin (27,21%) - “Minha trajetória no teatro começou desde cedo, com apenas 7 anos. De lá pra cá, tenho vivido experiências que me fazem transpor tudo aquilo que tenho de melhor em mim, na construção dos personagens a que me proponho. É sempre uma sensação maravilhosa subir nos palcos, com as vilãs e mocinhas, infantis e princesas que acompanharam meu amadurecimento e a construção da minha identidade, pessoal e artística, de maneira encantada, como se fosse a primeira vez”.

> Giulia Torres (24,41%) - “A arte salva, cura e te ajuda a lidar e enfrentar suas feridas. Você pode ser um, mas também pode ser vários, é incrível, é mágico, é sensacional. Ser ator é um meio de transmissão da arte, a forma de expressão, a leveza e a verdade para que contenha emoção e sentimentos. Mas na verdade não existem palavras suficientes para explicar a emoção de estar em cena, seja em uma peça ou em uma gravação, a energia e a felicidade são as mesmas. Arrepia, contagia, aquece a alma e ajuda. Atuar é surreal, emocionante e indescritível”.

> Beatriz Bastos (17,94%) - “A arte de interpretar para mim não é nada mais do que a minha vida. Estar no palco atuando é a atividade que mais me dá prazer, é onde me sinto mais em casa. Sabe aquela frase ‘trabalhe com o que você ama e nunca mais precisará trabalhar na vida’? É assim que me sinto, atuar é a única coisa da minha vida que eu realmente tenho vontade de fazer e de fazer bem, nada consegue me fazer parar de fazer essa arte. A sensação de trocar de pele cada vez que aparece um personagem novo é de tirar o fôlego, é o que me motiva, é o que me mantém viva”.

_______________________________________________________

Por Cláudio Alcântara  –  claudioalcantaravr@hotmail.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×