Publicidade

Aldeia das Águas

Olho Pop

.Cláudio Alcântara

claudioalcantaravr@hotmail.com

Inspirações

Poetas e artistas plásticos em coletiva no Zélia Arbex

Versos nas imagens e imagens nos poemas integram a exposição, somando ao todo 50 obras plásticas e 50 poesias vinculadas entre si

Entrevistas  –  13/04/2015 12:13

Publicada em: 08/04/2015 (21:26:14)
Atualizada em: 13/04/2015 (12:13:25) 

1

(Fotos: Divulgação)

Harmonia e equilíbrio: Todos bastante entusiasmados, cada decisão foi tomada em conjunto 

Cinco artistas plásticos: Ana Cristina Maciel, Ana Paula Carrupt, Flávio Dutra, Hugo Kruger, Luiz Carlos Mazza. Cinco poetas: Anielli Carraro, Carlos Eduardo Giglio, Regina Vilarinhos, Sandra Cristina Fersi, Vinícius Brandão. Uma exposição: "Inspirações". O resultado pode ser conferido a partir desta quinta-feira, 9, às 20h, quando acontece a abertura, com uma apresentação de dança cigana espanhola de Ana Paula Carrupt e um número musical da violinista Bárbara Cunha. 

- Um dos nossos objetivos é estimular uma interação cada vez maior entre as diferentes formas de arte. Essas duas apresentações estão relacionadas, cada uma, a uma obra/poesia exposta, e assim temos a dança e a música também agregados ao evento. Haverá também, no decorrer da abertura, um sarau com os poemas da exposição, declamados por seus autores - adianta Hugo Kruger. 

Cada poeta fez um poema inspirado numa obra de cada artista plástico, e cada artista plástico fez uma obra, inspirada num poema de cada poeta, somando ao todo 50 obras plásticas e 50 poemas vinculados entre si, em processo de criação que se iniciou há 11 meses, com a formação do grupo. 

Hugo Kruger conta que, em agosto de 2012, participou da Mostra Cultural em comemoração aos 9 anos do ECFA (Espaço Cultural Francisco de Assis), em Volta Redonda, ocasião na qual conheceu a poeta Sandra Cristina Fersi. Entre as obras que expôs no ECFA, estava uma intitulada "Tango", pela qual Sandra se encantou e, inspirada, presenteou o artista plástico com um belo poema sobre ela. 

- Foi então que nasceu a ideia dessa interação, desse casamento harmonioso entre as artes plásticas, inspirando a poesia e vice-versa, e a ideia veio amadurecendo nesses três anos - diz. 

Foi também nessa mesma época que Hugo Kruger se tornou amigo dos outros talentosos poetas que participam de "Inspirações: Regina Vilarinhos, Anielli Carraro, Vinícius Brandão e Carlos Eduardo Giglio. 

- Quanto aos artistas plásticos, Ana Paula Carrupt é minha esposa e os demais são amigos queridos nossos de já alguns anos de participação juntos em festivais e mostras de artes plásticas. A talentosa Ana Cristina Maciel é de Piraí e Flávio Dutra e Luiz Carlos Mazza são nomes conhecidos e consagrados no meio, aqui em Volta Redonda - fala. 

_______________________________________________________
Os artistas e suas "Inspirações"
 

2

Processo de criação começou há 11 meses; desejo é fazer uma
exposição itinerante, tanto em Volta Redonda como em outras cidades

> Flávio Dutra: "Muito excitante, estou a mil, empolgação total. Vejo um futuro brilhante para esse projeto e para todo o grupo, está sendo maravilhoso participar com a diferença, com o talento e com o estreitamento de laços de amizade que se instituiu a partir desse projeto. Parabéns a todos os artistas". 

> Regina Vilarinhos: "Unir este grupo em torno da ideia foi a oportunidade de conhecer o pensamento de cada um sobre a poesia e as artes plásticas. Uma experiência deliciosa! Para mim, foi a realização de um sonho e espero que outros artistas entendam que os talentos de Volta Redonda devam se unir, passar por cima de preconceitos e abraçar com generosidade os muitos universos que a arte pode nos trazer! Gratidão por ter sido convidada a fazer parte". 

> Luiz Carlos Mazza: "Um evento que demonstra ter o futuro à sua frente. Muitos talentos estão a espera de oportunidades, alguns há muito tempo. Pra mim, em especial, está sendo um doutorado, 11 meses de muito trabalho, superações e realizações. Bacana". 

> Ana Cristina Maciel: "O convite do Hugo para integrar a equipe dessa exposição me trouxe primeiramente muita alegria. Sem dúvida, é um desafio deixar nossa imaginação percorrer as poesias que nos foram propostas. O resultado ficou muito interessante e o casamento feliz entre artista e poeta pode ser conferido a partir desta semana pelo público". 

> Vinícius Brandão: "Uma grande responsabilidade para mim integrar esse talentoso grupo de artistas de nossa região, no entanto, um misto de alegria, satisfação e reconhecimento embala meus sentimentos, assim digo, pois minhas poesias embalam artes de grandes pessoas, as quais admiro muito. O aprendiz que se assenta ao lado de seus mestres, assim me sinto, quando olho para tudo o que está sendo produzido. Com toda leveza das palavras, admiração pela vida e respeito por meus amigos artistas, essa exposição inicia uma nova fase na vida deste coletivo de inspirações". 

> Sandra Cristina Fersi: "É pura emoção! Quando posso ver ganhando vida uma ideia que eu e Hugo tivemos uns anos atrás. Dessa ideia chegou a nascer uma primeira amostra (numa linda arte do Hugo fiz uma bela poesia) que guardo com carinho. Essa interação com artistas de peso, e de segmentos diferentes, só veio abrilhantar mais o projeto, espero que seja o primeiro de muitos". 

> Carlos Eduardo Giglio: "É bom estar junto e misturado. Procuro fazer isso com outras linguagens artísticas e trabalhar com amigos e amigas é sempre um prazer. Espero ter outras oportunidades como esta". 

> Anielli Carraro: "Partilhar com pessoas tão talentosas um evento tão marcante é antes de mais nada um presente. Ter a oportunidade de experimentar a minha inspiração dessa forma é sem dúvida alguma um delicioso aprendizado e estou feliz por isso. Que seja sempre assim, leve, lúdico e único". 

______________________________________________________
Três perguntas para Hugo Kruger 

Nesse processo todo, quais foram as dificuldades, e como foram contornadas? 

Desde o começo a interação de ideias entre o grupo foi harmoniosa e tranquila. Todos bastante entusiasmados e cada decisão foi tomada em conjunto (inclusive a concepção da nossa logomarca). As dificuldades formam as mesmas encontradas na logística de organizar qualquer evento desse porte, envolvendo pessoas de áreas diferentes e até de cidades diferentes. E também tivemos as dificuldades comuns em arrecadar apoio cultural a um evento. 

Reunir tantos artistas de escolas diferentes numa mesma exposição, e unir artes plásticas com poesia deve ter sido uma tarefa complexa. Como vocês trabalharam esse conceito novo na região? 

Foi um desafio, tanto para os poetas quanto para os artistas plásticos, porém, eu fui atrás de amigos que "gostam" de desafios. O surrealismo das pinturas de Luiz Carlos Mazza, presente também nas minhas esculturas, lado a lado com o realismo dos baixos relevos de Flávio Dutra, que inclusive está numa nova fase, num estilo mais moderno e colorido. A doçura que nos remete a lembranças da infância das lúdicas ilustrações de Ana Cristina Maciel, contrastando com a sensualidade das pinturas de Ana Paula Carrupt, toda essa variedade de estilos e formas de expressão (inclusive variedade de materiais utilizados pelos artistas plásticos), desde o início entusiasmou muito a todos, sendo visto como algo que enriquece a exposição. Em momento algum gerou dificuldades de entendimento. Tudo fluiu com muita espontaneidade e cada um usou sua forma pessoal de expressão e de técnica para interpretar as poesias e os trabalhos foram recebidos com entusiasmo pelos poetas. Assim como, da mesma forma, a diferença de estilos e formas de expressão entre os poetas nos brindou com diferentes visões de nossas obras. Foi muito interessante e gratificante ver nossos trabalhos através olhos, da sensibilidade deles. Às vezes sob um enfoque no qual não tínhamos pensado antes e que nos surpreendeu. 

Depois do Zélia Arbex, quais os planos para a exposição? 

Nosso desejo é fazer de "Inspirações" uma exposição itinerante. Tanto dentro de Volta Redonda como também em outras cidades. 

________________________________________________________
Serviço
 

> Inspirações - Os artistas plásticos: Ana Cristina Maciel, Ana Paula Carrupt, Flávio Dutra, Hugo Kruger, Luiz Carlos Mazza. Os poetas: Anielli Carraro, Carlos Eduardo Giglio, Regina Vilarinhos, Sandra Cristina Fersi, Vinícius Brandão. Abertura: dia 9 de abril (quinta-feira), às 20h, no Espaço Zélia Arbex. Visitação: de 10 a 25 de abril, das 10 às 19h. Rua 14, Vila Santa Cecília, Volta Redonda. Veja aqui alguns exemplos do que será apresentado na exposição.

Por .Cláudio Alcântara  –  claudioalcantaravr@hotmail.com

1 Comentário

×

×

×

  • Hugo Krüger

    Ficou linda a matéria, agradeço em nome de todo o grupo, e sei que posso agradecer também em nome de todas as classes artísticas da região, pela divulgação que o jornal Olho Vivo faz e sempre fez, divulgando, valorizando e enaltecendo a arte e a cultura nas nossas cidades.