Publicidade

Aldeia das Águas

Olho Pop

.Cláudio Alcântara

claudioalcantaravr@hotmail.com

Meninices e Delicadezas

Cláudia Maria e a arte de fazer bonecas de pano

Voltarredondense produz unidades exclusivas, baseadas em fotos dos rostinhos das crianças que ganharão os brinquedos

Entrevistas  –  13/04/2016 19:55

Publicada: 28/03/2016 (09:58:45) . Atualizada: 13/04/2016 (19:55:59)

1

(Fotos: Divulgação)

No Brasil, até onde Cláudia Maria sabe, ela é a única a fazer esse processo de construção de rostos

Bonecas de pano com o rosto esculpido em lã, modalidade relativamente nova na Europa e no Brasil. A voltarredondense Cláudia Maria de Freitas já produziu cerca de 100 unidades dessa arte tão delicada. No Brasil, até onde ela sabe, é a única a fazer esse processo de construção de rostos, que é chamado de neddle sculping.

- Não sei bem ao certo a quantidade de bonecas produzidas por mim, nem sempre fiz o registro em fotos - diz.

O processo de escultura do rosto, segundo Cláudia, leva aproximadamente oito horas, depois vem o corpo, cabelos, roupas, sapatos, tudo produzido por ela, o que leva mais ou menos dois dias no total por boneca. Consiste em trabalhar a lã com agulhas especiais que possuem farpas para a compactação da lã e introdução na base, que é uma esfera feita com malha tubular, a que se usa em procedimentos ortopédicos, e preenchida com manta acrílica siliconada.

- Depois de modelada, a cabeça é revestida com um material chamado neoprene. A cabeça é unida ao corpo, também feito de neoprene e preenchido com manta acrílica siliconada. Aí confecciono a peruca e coloco na cabeça, as roupas, os sapatos e demais acessórios, conforme o modelo da boneca ou a preferência do cliente - detalha.

O universo de bonecas é maravilhoso e encanta gente grande e crianças desde muito tempo, com diversos materiais e sempre revelando traços culturais da época e da sociedade em que foram confeccionadas: diversos materiais, como madeira, barro, folhagem, porcelana, pano, plástico... As bonecas existem desde os primórdios da humanidade na busca de identificação, como instrumento lúdico e como adorno de ambientes. As bonecas de pano modeladas começaram com a artista japonesa Tasuko Hayano, cujas bonecas se parecem crianças de verdade. Não se sabe ao certo qual a técnica utilizada, mas os artistas se encantaram e estão procurando se aprimorar para chegar à sua perfeição.

- Essa arte é, sim, muito nova e vem agregando cada vez mais adeptos. Quando eu divulgo meu trabalho nas redes sociais, são muitas as pessoas que me procuram para aprender a técnica. No Brasil, até onde sei, eu sou a única a fazer esse processo de construção de rostos, que é chamado de neddle sculping, mas há outros processos diferentes, com resultados igualmente diferentes - enfatiza.

_______________________________________________________

"Já tive propostas de uma grande produção em série, mas eu não quero que minhas bonecas tenham esse teor de fordismo e percam a sua poesia"

_______________________________________________________

Cláudia Maria de Freitas nasceu em Volta Redonda e desde muito cedo manifestou uma inclinação para artes plásticas, desenho, escultura e pintura, principalmente, e teve seus pais como incentivadores desde sempre. Aprendeu a modelar e costurar também muito cedo com sua mãe, exímia costureira.

Ela conta que trabalha em São Paulo e ficava às vezes 15 dias fora de Volta Redonda, onde reside, e se sentia muito entediada com a rotina entre trabalho e hotel.

- Precisava fazer algo para aplacar minha inquietude mental. Comecei a pensar no que poderia fazer para aproveitar meu tempo ocioso, e pensei muitas coisas. Até um dia que vi uma garotinha com uma boneca de pano em um shopping, e fiquei maravilhada com aquele apego da menina com o brinquedo. Esse foi o meu insigth para começar com as bonecas.

Então, foi à pesquisa na internet, quando se deparou com as bonecas da Megan Mc Ginnis, da Nikie Bernoit e Peggy Niberg. Respectivamente da Inglaterra, França e Estados Unidos.

- Me encantei e quis aprender a técnica delas, mas não havia cursos, nem passo a passo, nada! Só as imagens das bonecas de rosto modelado e eu queria aprender. Nesta altura eu já conhecia as bonecas Waldorf, que são pedagógicas, dentro da filosofia com o mesmo nome. Filosofia Waldorf, que basicamente busca que a criança se identifique com a boneca. Utilizei meus conhecimentos em Waldorf, e comecei a modelar os rostos utilizando aquelas bonecas como base. Foi um ano inteiro de tentativas e erros, tentativas e acertos, até que desenvolvi minha própria técnica, feita com feltragem, que é uma técnica de construção através de agulhas especiais e lã. 

Confira a entrevista com Cláudia Maria 

2

Processo de escultura do rosto leva aproximadamente oito horas; depois vem o corpo, cabelos, roupas, sapatos, tudo produzido por Cláudia, o que consome mais ou menos dois dias por boneca

Cada boneca é diferente? Ou seja, são bonecas exclusivas? Ou você faz uma série de cada uma delas?

Cada boneca é única, porque elas são feitas baseadas em uma criança em especial. Normalmente as pessoas me enviam uma foto para que eu modele conforme o rostinho da criança que vai ganhar a boneca. E por vezes querem até a roupa que foi usada na foto. É pena que eu não possa mostrar as fotos das crianças-modelos. A minha proposta é não haver uma produção em série, já tive propostas de uma grande produção, mas eu não quero que minhas bonecas tenham esse teor de fordismo e percam a sua poesia. 

É um trabalho delicado. Exige mais técnica ou criatividade?

A técnica, sem dúvida é muito importante, mas é somente uma ferramenta para que eu possa exercer minha criatividade. Para os resultados que obtenho conto muito mais com meu poder criativo. 

Como é o seu processo criativo? Você dedica determinado tempo do dia, todo dia, para trabalhar nas bonecas? Ouve música etc.?

Meu processo criativo tem como base o estudo de rostos, anatomia facial, formas e volumetria facial. É necessário dedicação. Dedico aproximadamente 12 horas do meu dia, preciso estar concentrada na fase da escultura sem interferências, é necessário começar e terminar em um só momento para não se perder o estudo feito, senão é necessário voltar ao estudo do rosto para reiniciar a escultura, gosto de silêncio ou de ouvir Chico Buarque, Pierre Aderne ou Jorge Palma enquanto trabalho. 

Projetos. O que vem por aí?

Estou sempre aprimorando meu trabalho, melhorando a técnica, pesquisando novos materiais. Gostaria de levar meu trabalho a mais pessoas, minhas bonecas viajam todo o Brasil, porém esta é a primeira oportunidade de apresentá-lo aqui. Agradeço ao OLHO VIVO, em particular ao Cláudio Alcântara por ter olhar sensível e me proporcionar esse contato com o público de nossa região.

_______________________________________________________

Serviço

> Bonecas de pano com o rosto esculpido em lã - O preço das bonecas é bastante simbólico, de R$ 180 a 300 (as artistas da Europa e Estados Unidos vendem por até 800 dólares cada boneca). Para conhecer mais ou adquirir as bonecas produzidas por Cláudia Maria, os contatos são: (24) 9-9991-9709 e (24) 9-9271-9374. Facebook. E-mail (freitasclau64@gmail.com).

Por .Cláudio Alcântara  –  claudioalcantaravr@hotmail.com

8 Comentários

×

×

×

  • Ana Maria

    Faz mt tempo que estou procurando uma pesssoas para dar aulas com esse tipo de bonecas, amo, adoro trabalho com pessoas especiais e com artsanato em geral, amei sua bonecas moro em SP mas s vc der aulas vou m programar para ir ate ai, estava me programando para ir em Londres aprender, tenho treinado em casa mas nada como aprender como uma profissional de excelênciacomo vc .

    Obrigado Paz Saude e



    Sorte

  • Cláudia Maria de Freitas

    Muito obrigada pelos elogios das pessoas que realmente conhecem a minha arte. Marta Crepalde, Fátima Damando, Maria Tereza de Aguiar, Tânia Santana.
    Dani estou preparando um curso cujo calendário estará disponível em minha página no Facebook. O segredo do sucesso do meu trabalho é o amor que coloco em cada boneca e o carinho e respeito que dedico a cada ser que habita este Planeta! Beijos

  • Mais comentários