Publicidade

ProMusica

Ponta de Lança Social

Ronaldo Marinho

ronaldomarinhodesousa@gmail.com

Agenda Aparecida 2050

Valéria Pettersen, a arte e a melhoria da qualidade de vida

Ex-secretária de Educação, Cultura e Turismo de Aparecida, e atual presidente do MDB Mulher, fala sobre ações e evento que colhe elementos junto à comunidade para diagnósticos e implementação de estratégias

Entrevistas  –  14/05/2020 18:48

9356

 

(Fotos: Divulgação)

"Durante a quarentena, por conta da Covid-19, o núcleo de música, da Escola Municipal de Artes, permanece atuando nas redes sociais, na internet. É uma maneira de levar à população, em seus lares, durante este período de distanciamento social, mensagens de motivação e aculturamento". 

 

A vida acontece no município. Aparecida tem população estimada em 566 mil habitantes, localiza-se na Região Metropolitana de Goiânia, no Estado de Goiás. A sua economia é alavancada pela produção industrial. O aparecidense cobra das autoridades públicas constituídas políticas públicas efetivas, destinadas à promoção de eventos culturais, artísticos e práticas inclusivas.

A terceira edição do Agenda Aparecida 2050 consolida-se em torno da pesquisa de opinião pública. Reunindo comunidade em geral, estudantes, associações, pesquisadores, agentes públicos e especialistas. Identifica o perfil dos moradores e afere potencialidades. Na oportunidade, aspectos socioculturais relevantes agregaram-se ao debate.

Confira a entrevista com Valéria Pettersen

. A Agenda Aparecida 2050 é uma realização do Grupo Jaime Câmara com o apoio da Prefeitura de Aparecida. Qual a finalidade do evento? Quais pontos socioculturais compreendem a Agenda?

Além de prestar contas, o Agenda Aparecida 2050 colhe elementos junto à comunidade para diagnósticos e implementação de estratégias. Visa pensar o futuro da cidade com o planejamento de metas a serem alcançadas em médio e longo prazo. O primeiro fórum aconteceu dia 23 de novembro/2019 e contemplou a Região Tiradentes/Cidade Livre, o tema foco girou em torno da “segurança pública”. O segundo encontro ocorreu dia 1 de fevereiro/2020, pensando a Região da Vila Brasília, as maiores solicitações da comunidade basearam-se em ações destinadas a aspectos da educação e melhorias para os parques municipais. A terceira edição, realizada no auditório da Faculdade Nossa Senhora Aparecida (Fanap), abordou a Região do Papillon Park, no dia 14 de março/2020, com o tema “saúde”. Contudo, a “cultura” destacou-se, também, dentre os anseios.

. Aparecida apresenta a segunda maior população do Estado de Goiás. Há ações sendo implementadas, no sentido de desenvolver um complexo cultural robusto?

O anfiteatro encontra-se em obras, fica pronto neste ano. Atualmente acontece investimento na instrumentalização da Orquestra Sinfônica Municipal. Existe projeto em andamento para a construção de um Centro Cultural, na Vila Brasília. A cidade possui um núcleo de música composto por 550 alunos. A Escola de Artes conta com professores concursados. Os Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs) oferecem vagas gratuitas para uma série de atividades. A prefeitura disponibiliza cursos de artesanato e moda, objetivando também requalificar o cidadão. Um Centro de Artesanato está sendo edificado no Setor Garavelo. Na Região do Setor Santa Luzia há grupos culturais expressivos, por exemplo, o movimento hip hop. O foco maior é destinado ao “fazedor de cultura”. Aparecida tem excelentes catireiros, com valor histórico muito importante.

Secretária Valéria

. Como a pandemia da Covid-19 tem afetado a cidade, as propostas artísticas e a dinâmica na área cultural?

Respeitando as medidas definidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o núcleo de música, da Escola Municipal de Artes, permanece atuando nas redes sociais, na internet. É uma maneira de levar à população, em seus lares, durante este período de distanciamento social, mensagens de motivação e aculturamento. Propostas de intervenções artísticas que promovem aglomerações sofreram alterações em seus cronogramas.

. Existem parcerias concretas da prefeitura com a Academia Aparecidense de Letras?

Recentemente, iniciou-se uma parceria, e estão sendo realizados estudos para sua ampliação. A Geladeira Literária em escolas apresenta ótima aceitação e incentivo à prática da leitura. Observa-se o interesse real e compromisso da comunidade estudantil com o projeto. Há o investimento em acervo para as bibliotecas municipais. O município está adquirindo dispositivos (óculos) que convertem textos em áudios, identificam cores e cédulas. Tecnologia israelense para inclusão dos deficientes visuais e analfabetos.

. Há perspectivas para expansão do Aparecida Rock Day e também do Canta Aparecida?

Sim. Eventos que já contam com a adesão da população. Compõem vetores importantes para a economia, lazer e revelam talentos. O Mostra de Carros também constitui sucesso, aguça o comércio, o setor de serviços e traz para a cidade visitantes de municípios vizinhos.

. Como a Secretaria Estadual de Cultura incentiva os municípios a desenvolverem práticas artísticas sustentáveis, em suas localidades?

Aparecida conta com recursos oriundos do Estado e da União. Alguns projetos culturais, pequenos editais, a prefeitura oferta e a Secretaria Estadual de Cultura financia. As vocações e as características locais são respeitadas e usufruídas. 

________________________________________________________

Por Ronaldo Marinho  –  ronaldomarinhodesousa@gmail.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×