Publicidade

RH

Olho Pop

Cláudio Alcântara

claudioalcantaravr@hotmail.com

Resolução do Conselho Deliberativo

Lúcio Roriz assume a presidência do Gacemss

Interinamente, ator/diretor é o novo presidente do Grêmio Artístico e Cultural Edmundo de Macedo Soares e Silva

Entrevistas  –  01/08/2020 10:59

 
WhatsApp Image 2020-07-31 at 22.20.49

(Foto: Divulgação)

_______________________________________________________

“Vamos buscar parcerias para que o artista local tenha seu espaço mais valorizado; a comercialização de espetáculos é necessária, mas a valorização do artista local é fundamental” 

_______________________________________________________

Lúcio Roriz assumiu interinamente a presidência do Gacemss (Grêmio Artístico e Cultural Edmundo de Macedo Soares e Silva), em Volta Redonda - o presidente Paschoal Possidente morreu em 7 de julho, vítima do novo coronavírus/Covid-19. “Manter vivo o Gacemss” é o principal desafio, segundo Roriz. Mas ele tranquiliza os artistas locais: 

- Pretendemos valorizar artistas e grupos locais como nunca aconteceu. Não vamos esperar boa vontade de poder público, de governos, instituições, autarquias, etc. Contem com a boa vontade do Gacemss, o que vier depois pode ser lucro. 

Ator, diretor, professor e músico, Roriz tem 61 anos, é casado, pai de três filhos, formado em música pela Lira 21 de Abril de Minas Gerais. Toca violão, teclado, saxofone, cavaquinho, pistom e trompete. Foi conselheiro titular de cultura de Volta Redonda, por duas vezes. É o representante na região do Sated-RJ, (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro), conselheiro do Gacemss desde 2007, tendo sob sua jurisdição 14 cidades. 

Em 2013, assumiu o Sindicato dos Artistas no Rio, com 35 mil associados e coordenou a Junta Governativa da entidade durante seis meses para convocar eleições, administrando no período o sindicato em todo o Estado do Rio de Janeiro. Recebeu por duas vezes moção de aplausos da Câmara Municipal de Volta Redonda, pelos relevantes serviços prestados à categoria artística da região. Vencedor de inúmeros concursos nacionais de vídeo, tais como das empresas de telefonia Oi, Claro e Embratel. Dirigiu e atuou em dezenas de espetáculos teatrais e já produziu cinco filmes, tendo participado de outros 14. 

Gravou, produziu e dirigiu mais de 50 VTs para TV. É professor de cinema, teatro e TV há mais de dez anos. Cursos: Interpretação, direção para TV, curso de dublagem básico e avançado, curso de iluminação, curso de direção artística internacional, fotografia digital, gestão de negócios, empreendedorismo, tecnologia digital e mídia. Proprietário da Oficina de Artes Roriz, empresa que atua na produção de conteúdos para mídia, interpretação, teatro empresa, entre outros. 

Confira a entrevista com Lúcio Roriz 

Como foi o processo até você assumir a presidência do Gacemss?

Sou conselheiro do Gacemss há 13 anos e tenho três mandatos consecutivos como presidente do Conselho. O Conselho é o órgão máximo da entidade, depois da assembleia geral, portanto, nossa responsabilidade é muito grande em homologar documentos, deliberar propostas, entre outras atividades, e isso quase que nos obriga a andar com o estatuto da entidade “debaixo dos braços”, é literalmente nosso livro de cabeceira. Teríamos assembleia geral em março, em cumprimento ao estatuto, quando, além de apreciar as contas da diretoria do ano anterior, seria realizada a eleição da nova diretoria executiva para o Triênio 2020/2023. Porém, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o processo teve que ser adiado por tempo indeterminado e isso provocou a vacância da diretoria atual por vencimento de mandato. Após algumas consultas jurídicas e reuniões com os poderes do Gacemss, o Conselho Deliberativo aplicou o artigo 31, letra “e”, que trata de casos omissos, e artigo 36, parágrafo quarto (no caso de vacância da diretoria, quem assume é o presidente do Conselho Deliberativo). E então, no dia 31 de julho, foi expedida a resolução do Conselho Deliberativo com a decisão. 

Daqui pra frente, quais serão os procedimentos e até quando você fica presidente?

Responderei pela entidade interinamente até 6 de dezembro, dia que está marcada a próxima assembleia geral, se a pandemia permitir.

Quando e como será a nova assembleia para a troca (ou permanência) da diretoria?

Será zerado todo o processo que foi feito para que a assembleia acontecesse em março de 2020 e será aberto novo edital para inscrição das chapas que queiram concorrer. Conforme determina nosso estatuto, as inscrições poderão ser feitas com pelo menos 15 dias de antecedência da eleição.

Assumindo neste período complicado de pandemia, quais serão os seus primeiros passos?

Manter vivo o Gacemss. O mundo inteiro sofreu consequências com a pandemia e no Gacemss não foi diferente. Vivemos um momento turbulento, mas acredito nos associados que amam essa entidade, acredito nos funcionários, prestadores de serviços, professores, conselheiros, artistas e ex-diretores, que continuarão firmes no propósito de manter o Gacemss como o celeiro da cultura da nossa região.

_______________________________________________________

"O artista precisa urgentemente de ajuda, que o poder público providencie rápido o desenvolvimento prático das aplicações da Lei Aldir Blanc, que prevê a distribuição de 3 bilhões de reais para estados e municípios aplicarem na cultura".

_______________________________________________________

Embora seja cedo para falar em o que esperar dessa nova gestão, podemos vislumbrar um equilíbrio maior entre espaço para os artistas locais e espetáculos comerciais?

Sem dúvida, vamos buscar parcerias para que o artista local tenha seu espaço mais valorizado, a comercialização de espetáculos é necessária, mas a valorização do artista local é fundamental. Sou ator, atravessei ditadura militar no palco, censura, sei o que é ensaio no meio da rua, na laje e sei o que é ensaio sábado, domingo, feriado, madrugada, dia todo, sustentado por um pão com mortadela.

Qual será a maior dificuldade desta nova gestão?

Em um ambiente de trabalho, algumas pessoas costumam ser acometidas pelo que chamamos de refratariedade, ou seja, temor a mudanças. Isso pode ser uma dificuldade, porém, será superada, porque o que buscaremos será, sem dúvida, o crescimento do Gacemss. Se todos estiverem alinhados nesse objetivo, não teremos nenhuma dificuldade. Escolhi para ser vice-presidente, e caminhar junto comigo em todos os passos que eu der, o advogado e professor universitário especialista em direitos fundamentais, mestre em Direito e economia Benevenuto Santos (neto do ex-prefeito de Volta Redonda com nome homônimo que ficou marcado como o último prefeito nomeado pelo presidente da República, na época o general João Baptista Figueiredo, quando a cidade ainda era considerada Área de Segurança Nacional, administrando o município de 1982 a 1986). Benevenuto é um grande apaixonado pelo Gacemss e com ideias e ideais idênticos aos meus: Fazer o Gacemss crescer.

Que avaliação você faz do cenário artístico/cultural de Volta Redonda e de que forma o Gacemss pode colaborar para melhorar?

A cultura de nossa região está praticamente parada, o “espanta bolinho”, essa pandemia, está fazendo grandes estragos na vida artística e nos artistas. O artista tem família, tem seus gastos e depende de cada dia trabalhado para suprir suas necessidades. Temos um incêndio enorme para apagar. O artista precisa urgentemente de ajuda, que o poder público providencie rápido o desenvolvimento prático das aplicações da Lei Aldir Blanc, que prevê a distribuição de 3 bilhões de reais para estados e municípios aplicarem na cultura.

Qual o ponto principal que vai diferenciar a nova gestão da anterior?

Daremos continuidade ao ótimo trabalho que estava sendo desenvolvido pela diretoria. São amigos meus que, com certeza, irão colaborar comigo e com meus diretores, pois o objetivo maior será sempre a entidade. Mas buscarei um estreitamento maior entre os poderes que estavam distantes, e trabalharemos também para que possamos oferecer aos associados condições diferenciadas em eventos (se acontecerem ainda este ano). Daremos também foco na admissão de novos associados.

Que mensagem você deixa para os artistas locais, falando como presidente do Gacemss?

Que fiquem tranquilos em relação à utilização do espaço Gacemss, pois já dizia nosso saudoso presidente Paschoal Possidente: “O Gacemss é de vocês”. E pretendemos valorizar artistas e grupos locais como nunca aconteceu. Não vamos esperar boa vontade de poder público, de governos, instituições, autarquias, etc. Contem com a boa vontade do Gacemss, o que vier depois pode ser lucro.

> Contatos do Gacemss para sugestões e outras informações: (24) 3343-3033. 

________________________________________________________

Por Cláudio Alcântara  –  claudioalcantaravr@hotmail.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×