Publicidade

DJWesley

Ditadura Comunista

Barra Mansa, uma prefeitura quebrada

Prefeito contraiu dívida de R$ 400 milhões, perdeu aliados e demitiu homem forte do Saae; Jonas Marins mostra amadorismo um ano antes das eleições

Política  –  04/12/2015 11:00

Publicada em: 30/11/2015 (11:36:12)
Atualizada em: 04/12/2015 (11:00:32)

1

(Fotos: Divulgação) 

Prefeito de Barra Mansa: Comunista Jonas Marins mostra autoritarismo em três anos de governo 

Karl Marx deve estar se revirando no tumulto ao ver a administração comunista de Barra Mansa. O prefeito Jonas Marins está usando a foice e o martelo do PCdoB para afundar o município: segundo dados da Câmara Municipal, nos últimos três anos, o comunista contraiu uma dívida de R$ 400 milhões - quase o mesmo valor do orçamento total de 2015. Crise Econômica? Não. Má administração, afirmam vereadores de oposição. De azul, o novembro não teve nada em Barra Mansa. E a tendência é a de que, em 2016, o vermelho prevaleça na conta do governo municipal. 

PT deixa o governo e Jonas ataca presidente da Câmara 

"O desespero é o pai da insanidade". O chefe do Executivo está fazendo valer essa máxima e fica cada vez mais isolado no Centro Administrativo. O Partido dos Trabalhadores deixou o governo. Por retaliação, Jonas Marins vem usando a imprensa para atacar indiretamente o seu mais novo adversário político: o petista Marcelo Cabeleireiro, presidente da Câmara Municipal. 

Jonas Marins teria deixado vazar um vídeo que mostra o presidente da Câmara entrando na sede da Secretaria Municipal de Saúde. O semanário “aQui”, de Volta Redonda, que publicou a matéria com exclusividade, afirmou que Cabeleireiro estava procurando um desafeto político com um “porrete” na mão. Porém, não havia áudio no vídeo para comprovar a informação. O vídeo foi assistido mais de 38 mil vezes. Os comentários eram divididos. O que Jonas não esperava é que o próprio Marcelo Cabeleireiro compartilhou o vídeo. A filmagem foi feita em 12 de novembro e entregue ao jornal um dia depois, sexta-feira 13. 

O último ato de amadorismo dos dois chefes de Poderes Municipais aconteceu na quinta-feira, dia 27. Jonas Marins fez uma queixa na delegacia de Barra Mansa contra Marcelo Cabeleireiro. Motivo: post de Facebook. A Rádio 88,3 FM, de Volta Redonda, deu a notícia e, durante dois dias, a coluna Visão Crítica tentou ter acesso a uma cópia do boletim de ocorrência. Porém, sem sucesso. A assessoria do presidente da Câmara confirmou a informação, mas não passou detalhes e apagou o post da rede social. 

Ato de autoritarismo: demissão do presidente do Saae

2

Mandão: Sem justificativa, prefeito Jonas Marins demitiu diretor do Saae, Horácio Delgado

Em entrevista ao jornal diário “A Voz da Cidade”, de Barra Mansa, sobre a demissão sumária do diretor-executivo do Saae, Horácio Delgado, o prefeito Jonas Marins, deu a seguinte declaração: “Não é o primeiro secretário ou diretor que troco e talvez não seja o último; não precisa haver um motivo específico”. A reportagem foi publicada em 24 de novembro. 

A declaração do prefeito não agradou nem mesmo aos seus poucos restante aliados. 

- Foi uma espécie de ameaça do prefeito. Como vamos trabalhar tranquilos, se não sabemos se vamos ser exonerados do cargo ou não amanhã por motivo nenhum? - questionou um cargo comissionado (CC), que preferiu o anonimato. 

No dia da demissão, o prefeito recebeu um abaixo-assinado com 220 assinaturas de servidores públicos (incluindo CC) pedindo a permanência do ex-diretor do Saae. Jonas ignorou. 

Zero de transparência 

3

> Controladoria dá nota zero
em transparência à prefeitura

Avaliação da Controladoria Geral da União mostra que o nível de transparência da cidade de Barra Mansa é zero. Esse número está na Escala Brasil Transparente, de acordo com a Lei de Acesso à Informação. Os dados foram divulgados neste mês. 

- Em mais de 1,5 mil municípios avaliados em todo o país, Resende ficou na posição de número 1 com mais 28 cidades e recebeu nota 10. Volta Redonda, em 42º, alcançou a nota 9,4. É uma vergonha o que este governo faz com nossa cidade onde sua nota zero em transparência retrata fielmente sua administração à frente da nossa população! E agora, senhor prefeito, o que tem a dizer sobre isso? A população de nossa cidade merece uma explicação - escreve o vereador Luiz Furlani, na fanpage. Ele já foi líder de governo e agora é opositor ferrenho do comunista. 

Jonas exalta crescimento de empresa e ela fecha as portas 

Seria cômico se não fosse trágico: 120 empregados da White Martins foram demitidos. E a prefeitura não fez nada. Se não fosse a intervenção do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, os trabalhadores sairiam de mão abanando. E pior: um ano antes, numa cerimônia do Sicomércio, quando a empresa foi homenageada pela entidade comercial, Jonas falou em seu discurso: “Fico feliz em poder comemorar os bons resultados da White Martins em Barra Mansa. Sei dos planos futuros da empresa e estou torcendo para ter resultados ainda melhores. É importante enaltecer esse trabalho”. 

OK. Que venha dezembro e a decoração de Natal na Avenida Joaquim Leite.

Por André Aquino  –  aquino.andre@hotmail.com

2 Comentários

×

×

×

  • Darli

    Esse prefeito acabou c BM que ja n é grande coisa. Calçadas em petiçao de miseria falta de iluminaçai adequada e isso na cara da prefeitura me poupe....

  • Flaiza

    Usa a palavra "comunista" diversas vezes para se referir ao prefeito. Por que não usa o antônimo, capitalista, para se referir aos outros? Lembrando que a palavra comunista não é um xingamento, como pregado pelo texto repleto de amadorismo e tendencioso. Crítica fraca a uma prefeitura que tem muito o que ser criticada.