<

Publicidade

Premio

Melhor Negócio

Dicas para compra de carros usados

Carro novo é um investimento enorme e que pode trazer mais tensão financeira, mas há uma alternativa bastante atrativa

Veículos  –  16/09/2012 16:55

91

(Foto: Ilustrativa)

Ao negociar, tenha a certeza do valor que o

carro vale e comece com uma oferta baixa

Hoje em dia, a qualidade de carros usados tem vindo a melhorar e se procurarmos, com paciência e conhecimento, acabamos por encontrar carros em excelente estado e pela metade do preço. Mas de forma a fazer o melhor negócio há certos passos a tomar.

Antes de mais, é necessário pensar num orçamento que queremos usar para comprar o carro. Também é necessário pensar na quantidade de dinheiro que vai ser preciso gastar em termos de gasolina e seguros. Com imensa escolha hoje em dia, outro passo importante é escolher o tipo de carro certo para as nossas necessidades.

O carro vai ser utilizado para?
Quantos passageiros vão ser transportados?
Quanto irá ser necessário gastar em termos de gasolina, seguros, serviços e reparações ao carro?

Ao fazer uma lista com perguntas como essas, vai ser mais fácil identificar o carro certo para você. Ao contatar o vendedor, seja um privado ou num estande de automóveis usados, faça várias perguntas sobre a história passada e a condição do carro. A melhor altura para ver o carro é durante o dia e se possível quando não esteja chovendo. Dessa forma, vai ser muito mais fácil ver se há algum tipo de danos no exterior do carro.

Ao inspecionar o carro há certas regras a seguir

Verifique a documentação do carro em detalhe, serviços feitos no passado, procure áreas que contenham ferrugem, tinta que não condiz com a cor original do carro, assim como painéis que sejam desiguais. Finalmente, faça um teste a todas as características do carro para ter a certeza de que funcionam.

Faça sempre um test drive, no mínimo 15 minutos e em estradas com pisos diferentes. Tenha atenção a qualquer tipo de ruídos ou vibrações, teste as mudanças, suspensão, travões e direção. Tenha também atenção à quantidade de fumaça que o carro possa fazer ao ligar o motor.

Negociando o preço

Ao negociar um preço com o vendedor, tenha a certeza do valor que o carro vale e comece com uma oferta baixa. Por vezes, também pode negociar um tanque de gasolina cheio ou no caso de estandes de carros usados, um serviço.

O mais importante, no entanto, é a necessidade de manter-se calmo e sem confronto. No fim do dia, nunca se esqueça de que o mercado de carros usados é enorme e há sempre outros carros que pode escolher.

> Sérgio Moreira é blogueiro ávido e entusiasta de carros. Gosta de escrever sobre as notícias de carros, desportos motorizados e revisões de carros novos.

> Saiba mais

Por Sérgio Moreira  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×