Publicidade

DJ

Visão Geral do Mundo Esportivo

Esporte com psicologia, além das quatro linhas

O papel e a importância do psicólogo esportivo não devem ganhar visibilidade somente nos momentos de crise de uma equipe, como no caso da tragédia que ocorreu no CT do Flamengo

Esportes  –  12/03/2019 18:29

8262

(Foto Ilustrativa) 

O papel e a importância do psicólogo esportivo devem ser valorizados enquanto um processo que constitui a coesão do grupo, o desenvolvimento biopsicossocial do ser humano, uma ponte nas relações de um clube

Clévia Sies 

A psicologia do esporte é uma nova ciência do treinamento esportivo, que traz a proposta de otimizar o desempenho das equipes e de seus atletas. Sendo aplicável não somente a atletas de alto rendimento, verificamos suas atuações em academias, ambientes escolares, grupos de diversas idades, equipes amadoras e profissionais de diferentes modalidades esportivas, pessoas com deficiência, reabilitação e clubes, entre outras tantas possibilidades. 

O papel e a importância do psicólogo esportivo não devem ganhar visibilidade somente nos momentos de crise de uma equipe, como no caso da tragédia que ocorreu recentemente no CT do Flamengo, mas serem valorizados enquanto um processo que constitui a coesão do grupo, o desenvolvimento biopsicossocial do ser humano, uma ponte nas relações de um clube. 

Podemos verificar como os atletas sucumbem diante das dificuldades, sendo tarefa do psicólogo cuidar da saúde psíquica de um time. Esse papel se desenvolve a partir das emoções vivenciadas pelos atletas em seu cotidiano de trabalho, como explica G. S. Franco. 

Esse novo ramo da psicologia atua com inúmeras técnicas somáticas e cognitivas sobre os aspectos psíquicos, aumentando a performance dos indivíduos. 

A ideia é promover a visão geral do mundo esportivo, o que leva o psicólogo a atuar não somente com atletas, mas com a equipe em geral, observando além da relação técnico-atleta os aspectos que são inerentes ao esporte: arbitragem, torcida, família, mídia, grupos etc. 

Questões sobre liderança, agressão e emoções no esporte fazem parte de um conjunto de ações inerentes a essa ciência. Por isso, o desempenho do jovem atleta é acompanhado de perto e tem seu desenvolvimento humano respeitado. Há muito mais em jogo, além de derrotas e vitórias. 

> Clévia Sies é coordenadora da pós-graduação em psicologia do esporte da FMP/Fase, psicóloga e profissional de educação física 

_______________________________________________________

Por Assessoria de Comunicação  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×