Publicidade

DJ

Mercado de Trabalho

Como não perder oportunidades pela falta de experiência

Atitude frente aos desafios é o que distingue realizadores de reclamões, motivadores de estagnados, pessoas inspiradoras de pessoas comuns

Artigos  –  12/07/2018 12:18

7482

(Foto Ilustrativa)

Trace o plano e persiga-o

 

Heidi Dias

Essa é uma dor de boa parte das pessoas que passam por minhas palestras, treinamentos e aulas, e talvez também seja a sua. Por isso vou compartilhar o que você pode fazer para driblar essa limitação. 

As empresas têm exigido cada vez mais tempo de experiência como requisito em suas vagas, certo? E a resposta recorrente é: Como terei experiência se não me dão oportunidade? Então vamos lá, é preciso: 

1) Encarar o fato de que se é uma exigência recorrente, não dá pra ficar reclamando, falando mal da empresa, de gestores ou recrutadores. É preciso trabalhar com a realidade. É uma exigência e eu preciso atender. 

2) Procurar adquirir essa experiência por meio de trabalhos voluntários (o que muitos não querem, devido a falta de retorno financeiro), estágios durante o curso de sua formação (ainda que não remunerado). Contribuindo na sua comunidade religiosa, no seu bairro, ou escola. É preciso ter visão de futuro. 

3) Mostrar às pessoas que você tem conteúdo e capacidade para realizar. Use as redes sociais a seu favor, crie uma fan page, movimente o seu IN com informações relevantes e autorais sobre a sua área para que as pessoas vejam que você sabe o que está falando. 

4) Perca o medo de fazer investimentos para se aperfeiçoar. Conheci uma pessoa inspiradora há uns meses que em 1 ano investiu R$ 38.000,00 em suas formações em coaching, sem exatamente ter certeza de que teria o retorno para pagar. E o resultado? Como muitas histórias de pessoas ousadas e determinadas, começou a atuar, e ao fim dos 12 meses já tinha uma cartela fixa de 10 clientes, e ele não só pagou as formações como está estabilizado e próspero financeiramente, "apenas" porque ousou acreditar. 

5) Relacionar-se com pessoas que te impulsionam a voar alto. Nós somos a média das 5 pessoas com quem mais convivemos. E o que isso significa? Que os nossos resultados são influenciados pelo tipo de conversa que temos, pelos ambientes em que nos colocamos, pelos programas de TV que assistimos e pelas pessoas com quem nos relacionamos. Pessoas pessimistas, descrentes, que perderam a vontade e o entusiasmo para realizar os seus próprios sonhos podem te contagiar com esse mindset. 

6) Ser o capitão da sua vida. As suas oportunidades estão em suas mãos e não nas dos outros. Ficar sofrendo, desanimado e sem agir não abrirá portas, ao contrário. É preciso erguer a cabeça, abrir os horizontes e enxergar o que você tem nas mãos e o que pode ser feito com isso. 

A atitude frente aos desafios é o que distingue realizadores de reclamões, motivadores de estagnados, pessoas inspiradoras de pessoas comuns. Empreenda em si mesmo, e em seus sonhos, suspendendo o julgamento a atitudes alheias e preocupando-se em se desenvolver todos os dias. Trace o plano e persiga-o. 

Que este artigo inspire você ou alguém que você conheça a agir!

> Heidi Dias é consultora de recursos humanos e coach comportamental

_______________________________________________________

Por Assessoria de Comunicação  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×