Publicidade

Metamorfose Bar

Literatura & Cia.

Jean Carlos Gomes

[email protected]

Euclidianista de Nascença

José Huguenin lança livro inspirado na obra de Euclydes da Cunha

Leitor também terá acesso a uma série de vídeos em que o autor traz explicações sobre a obra euclidiana

Livros  –  02/05/2021 17:22

 livro_11 

(Fotos: Divulgação)

_______________________________________________________

Em "Vidas sertanejas", autor utiliza o panorama deixado pelos textos euclidianos, bem como situações históricas, possíveis personagens e as consequências de embates, como material para uma obra sugestiva e que instiga o leitor a buscar ainda mais

_______________________________________________________

“Vidas sertanejas” é o novo livro de contos do escritor José Huguenin, inspirados na obra de Euclydes da Cunha, autor de “Os sertões”. Euclydes desenhou e explicou acontecimentos, personagens e paisagens do Brasil. Dessa forma, ainda hoje, sua obra é estudada e matéria-prima de teses e debates. Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), não haverá evento presencial de lançamento. Uma live será realizada em 13 de maio, às 20h, no Instagram @editoraoutramergem.

A obra traz também ilustrações do artista Marvin Ballot Blattert e é prefaciada pela professora e escritora Raquel Bueno, nome do movimento euclidiano. Junto com o livro, o leitor também terá acesso a um conteúdo exclusivo: uma série de vídeos em que José Huguenin traz explicações sobre a obra euclidiana.

“Vidas sertanejas”

Em "Vidas sertanejas", José Huguenin utiliza o panorama deixado pelos textos euclidianos, bem como situações históricas, possíveis personagens e as consequências de embates, como material para uma obra sugestiva e que instiga o leitor a buscar ainda mais. Com as histórias do universo euclidiano de plano de fundo, os contos do livro desenvolvem-se em homens e mulheres simples, humildes e cheios de sonhos. Os cenários são o sertão baiano do tempo da Guerra de Canudos.

Os contos do sertão foram organizados com uma cronologia histórica de forma que, mesmo sendo independentes, dão certa unidade narrativa, percorrendo os mais significativos eventos, da Guerra de Canudos, até a construção do açude de Cocorobó, que inundou a Canudos reconstruída. Também é cenário a Floresta Amazônica, onde Euclydes da Cunha conheceu, ao chefiar a missão brasileira de reconhecimento do Alto Purus, no Acre, em 1905. Dessa viagem escreveu “A margem da história”, outro clássico.

- Os contos, diferentes vozes e aspectos do sertanejo no cenário da seca e da Guerra de Canudos, o movimento conselherista, e o sertanejo que vai para a Amazônia trabalhar na extração da borracha. O pano de fundo é histórico, mas as histórias são ficções que poderiam ter acontecido - resume Huguenin.

Quem é José Huguenin

José Huguenin nasceu em Cantagalo (RJ), em 1978. É doutor em física e professor universitário em Volta Redonda, onde mora. Euclidianista de nascença, seu primeiro romance, “O vaqueiro e o jornalista”, foi inspirado no universo da obra de Euclydes da Cunha. Laureado em vários prêmios literários, tem publicado livros de poesias (“Vintém”, “Experimentos poéticos” e “Koiah”), crônicas (“De manga a jiló provei...”) e contos (“Vidas sertanejas” e “A parede & outros contos”). É integrante da Academia Volta?redondense de Letras.

O professor e escritor vem deixando sua marca com seus escritos de profunda propriedade literária e textura sábia, ao descrever cada livro lançado.

> Título: Vidas sertanejas. Autor: José Huguenin. Ilustrações: Marvin B. Blattert. Páginas: 140. Preço: R$ 38. Adquirindo na pré-venda, até 13 de maio, preço promocional de R$ 34,20. Clique aqui para comprar.

________________________________________________________

Seja o primeiro a comentar

×

×

×