Publicidade

DJWesley

Fique de Olho

Carlos Lombardi estreia novela na Record em 2013

Marca do autor é mostrar personagens masculinos seminus, sendo responsável por novelas de sucesso como "Quatro por quatro"

Televisão  –  20/09/2012 10:31

118

(Fotos: Divulgação)

Confirmado. Carlos Lombardi não pertence mais à Rede Globo. O autor assinou contrato de cinco anos com a nova emissora um dia antes do feriado de 7 de setembro, e ressaltou em uma entrevista: “Fui muito feliz na Globo. Estava na hora de mudar, de enfrentar desafios. Isso foi fundamental. Ainda não tenho um projeto ou temática, mas com certeza será uma novela para estrear só em 2013”.

Na emissora carioca, ele não tinha nenhum projeto confirmado, apenas a promessa de ter uma história sua produzida entre 2013 e 2014, intitulada como “João ao Cubo” (que acabou por ser engavetado). O novelista estava há mais de 30 anos na Globo. Sua mais recente novela foi “Pé na jaca” (2007). Depois disso, ainda assinou a série “Guerra e paz” (2008). Seu contrato com a Globo havia terminado em abril, mas a emissora vinha exercendo o direito da extensão por mais um ano. Depois de assinar com a Record, o autor enviou uma notificação extrajudicial à sua antiga rede.

“Pai dos descamisados”

Pasquim

Marcos Pasquim é um dos recordistas em novelas do autor

Conhecido pela mídia como o “pai dos descamisados”, Lombardi imprimiu esse título ao mostrar personagens masculinos seminus, sendo responsável por novelas de sucesso como “Quatro por quatro” (1994) e “Uga uga” (2000), além de alavancar a carreira de Mário Gomes, Humberto Martins e Marcos Pasquim. Esses dois últimos são recordistas em novelas do autor.

Humberto

Sempre sem camisa: Humberto Martins fez sucesso nas novelas de Carlos Lombardi

Outra característica fundamental nas suas tramas é o enredo cheio de ação, humor, diálogos rápidos e sarcásticos, se aproximando muito da linguagem cinematográfica e das histórias em quadrinhos, receita que seguiu em “Vereda tropical” (1984), “Bebê a bordo” (1988), “Perigosas peruas” (1992), e outros sucessos.

Fique por dentro

Nair Bello foi a grande musa de Carlos Lombardi. O riso fácil e a postura de uma verdadeira “mamma” italiana tornaram a atriz presença constante nas tramas do autor. Nair chegou a gravar cenas de “Pé na jaca”, mas devido à sua morte foi substituída às pressas por Arlete Salles.

Personagem do dia

Babalu

Babalú (Letícia Spiller) em “Quatro por quatro” (1994/95)

Por Albinno Oliveira Grecco  –  albinnooliveira@hotmail.com

1 Comentário

×

×

×

  • Levy de Lucca

    E será que com toda a \política\ que a rede Record preserva, esses \descamisados\ vão continuar a surgir...
    Esperar pra ver