<

Publicidade

Premio

Falando Francamente...

Lucinha Reis: tantas mulheres em uma só

Os pensamentos expressos nas linhas de uma mulher, linda, maravilhosa, precisando desesperadamente se encontrar com sua menina

Culinária  –  15/10/2012 14:40

1

(Fotos Ilustrativas)

Que bom que saudade não nos mata! Mas foi preciso me manter distante e observando. Deguste está renascendo, e como todo recomeço requer cautela e fixação na ideia dos leitores! Confesso que não aguentava mais! Porém, o sinal que me coloquei foi o de me perguntarem: E aí, Viviane, quando sai a próxima deguste?! E aconteceu! Feliz demais por todas nós! Bem, tanto a falar, tanto a pensar... Vamos pelo começo, como sempre fazemos!

Pois é, ela se chama Lucinha, ou assim a chamamos! Tem olhinhos apertadinhos, um sorriso meio tímido, meio aberto, uma vida longa e vivida da melhor forma que pode. Quando vejo a Lu (eu a chamo assim), vejo tantas mulheres em uma só... Vejo a mãe, a avó, a amiga! Nossa, Lu consegue ser tantas! Ufa! 

Sempre a observo em suas ideias, em seus pensamentos expressos nas linhas... Aí... Começo a devanear... Jornada tripla, sorrisos sem brilho, brilhos sem sorrisos, que mulher enigmática! Ora quanta bobagem, Viviane, todas nós somos enigmáticas! Mulheres e segredos sempre caminham juntos!

Por que Lucinha me chama tanto a atenção...

Hoje descobri. Vocês aí, que estão me lendo... Sentem aqui do meu ladinho, venham ver o que li, dos punhos de Lucinha... Vejam e não saltem da cadeira! Vamos juntas nesta viagem, por dentro deste enigma feminino!

Trilhas da Felicidade

(Lucinha Reis)

Menina esperta de olhar curioso.
A alegria fecundou seu coração.
Espalhou sorrisos e felicidade por onde passou. 

Seus cabelos são da cor do reflexo do sol
Sua pele é suave.
Caminhas sempre contra ao vento, pra sentir a brisa em seu rosto.
Oh menina, você se esqueceu de me contar.
Que segredo é este que trazes dentro desta cabecinha.
Ensina-me esta alegria, me conta como faço pra ter este mesmo brilho nos olhos. 

Este sorriso que brota em seus lábios,
E que muda até a cor das nuvens.
A menina cresceu,
Sem conseguir me ensinar 

Ora essa, era só isso, uma mulher, linda, maravilhosa, precisando desesperadamente se encontrar com sua menina! Lu me ensinou isso em suas linhas! Eu também quero muito isso! Quero as “Maria Chiquinha” nos cabelos, as amiguinhas no recreio da escola, as bonecas da infância!

É isso que precisamos! Sermos “Lucinhas”! Encontrarmos-nos, escrever o que pensamos! Qual a última vez que você se atreveu, a pegar papel e caneta, e escrever o que pensa... Quando foi... Diz pra mim! Eu preciso demais saber de suas vidas! Porque nossas vidas unidas farão deste mundo um mundo muito especial! Nós faremos o “Mundo de Lucinha”!

(Um grande beijo minha amiga, “amutu” muito mesmo!).

Receita

Cajuzinho da vovó!

2

Ingredientes

> 500 gramas de amendoim torrado e moído (eu uso o comprado pronto, já moído)
> 10 colheres de Nescau
> Açúcar a gosto
> 1 envelope de açúcar de baunilha
> 1 ovo inteiro + uma clara
> 1 colher (sopa) de margarina

Modo de preparo

1 - Misture todos os ingredientes amassando até dar o ponto de enrolar.
2 - Modele os cajuzinhos e passe no açúcar.
3 - Coloque meio amendoim pra imitar a castanha numa das pontas.

2


Eu gostava de lamber os dedos da minha mãe... (risos). Sirva sempre com um chá, para as amigas! Com um desenho, para as crianças! Só não deixe de fazer e servir com muito amor!

4

Charme e etiqueta

Ora, veja só, estamos em nosso momento de charme, multo charme! E o que é mais charmoso em uma mulher do que sua saúde bem cuidada... Ahaa, estamos em outubro, mês rosa, em campanha próspera, pela luta contra o câncer de mama! Esbanje charme, com seios saudáveis! Faça sua mamografia, leve contigo as amigas, as filhas, as irmãs! Todas maravilhosas, com seios em ordem absoluta!

O charme não é algo pra ser mostrado, mulher! O charme verdadeiro é o que te faz melhor por dentro! Cuide-se e enfeite este planeta por muito mais tempo!

5

Agora falemos de etiqueta

Vocês, já acostumadas comigo, sabem que julgo por etiqueta educação com naturalidade, liberdade e respeito! Então, falemos de algo bem atual, eleições! Nunca, jamais, sob nenhuma hipótese, nem sob tortura, discuta com alguém sobre esse assunto!

O voto é secreto, pois que seja secreta sua opção de nome também! Não que você não vá expor sua ideia acerca de seus pensamentos políticos para a nossa nação! Isso seria omissão! Porém, mantenha a elegância de respeitar opiniões alheias, bem mais do que você respeita a sua! O seu candidato, quem deve conhecer é a urna eleitoral!

Combinado... Se você agir assim, será uma mulher elegante, consciente e antenada!

(Dispensável falar sobre panfletos no chão, isso nem existe em nosso universo “Deguste”’!)

Conversa ao pé do fogão

6

Quem me escreveu um e-mail bem querido foi a leitora Carla Lopes, moradora de São Paulo, capital! A dúvida dela é simples à primeira vista, mas confesso que me enrolei toda, com minhas experiências... (risos). Carla, adorei responder!

Ela queria saber como fazer um arroz soltinho! Ó céus! Meus filhos odeiam meu arroz! Papa pura! (risos)

Mas fui à luta! E olhe que simples... Adicione uma colher de vinagre, na água do cozimento, e desligue o fogo, quando o arroz ainda estiver inteirinho, firme ao dente! Meus filhos agradecem a ajuda da pergunta! (Uma colher de sopa de vinagre, por xícara cheia de arroz cru!).

Bem, por aqui vou ficando, já com minha mente fervilhando para a próxima coluna! Deus as abençoe sempre, com carinho...

Viviane Abreu!

Por Viviane Abreu  –  vivianeabreu04@hotmail.com

3 Comentários

×

×

×

  • Lucinha Reis

    Nossa Viviane , não esperava tanto!! Adorei o seu cantinho. Muito boa a matéria. Bem redigido e os assuntos abordados com muita clareza e objetividade!! Gostei!! Sucesso pra você amiga e obrigada mesmo , de coração!!Bjus

  • Lú Garani

    Mto lindo Viviane, vc soube devanear como a Lucinha a fantasia de todas nós em voltarmos a nossa inocência de criança no corpo da mulher que nos tornamos.
    Bjinssss

  • Mais comentários