Publicidade

Toca Logo

Campanha

ONG Laços de Amor precisa de doações

Organização Não Governamental confecciona e doa perucas com cabelos naturais para quem está em fase de tratamento de câncer ou com alopecia

Parabólica  –  16/08/2020 00:03

9248

 

(Foto: Divulgação)

Para doar entre em contato pelo telefone / WhatsApp:
(24) 99911-3033

 

A ONG Laços de Amor, que confecciona e doa perucas com cabelos naturais para quem está em fase de tratamento de câncer ou com alopecia, precisa de doações. Confira o que pode ser doado:

. Linhas preta, marrom e bege (linha de costura);
. Elástico de dinheiro;
. TNT rosa;
. Cadarço;
. Papel higiênico;
. Copo descartável (água e café). 

O projeto conta com o banco de peruca para empréstimos e doação, corte e/ou raspagem do cabelo para colocação da peruca. Para doar cabelo os requisitos são os seguintes:

. O cabelo precisa ter no mínimo 15cm de comprimento;
. Não há restrições em relação a cor ou tipo de cabelo, mas quanto mais natural melhor;
. Ao cortar para doar, pedir ao cabeleireiro que amarre com elástico;
. O cabelo pode ser entregue pessoalmente, enviado pelos Correios ou cortado gratuitamente na sede do projeto, que fica no Bless Centro Técnico de Beleza. 

Processo de produção da peruca

Ao receber o cabelo, a equipe da ONG realiza a separação por tamanho, textura, cor e quantidade. É necessário em média 200gr de cabelo para fabricação de uma peruca (cabelos de três pessoas). O cabelo é separado em sacos plásticos e enviado para costura. Os voluntários costuram e o cabelo costurado retorna para definir o corte, higienização, retirada do plástico interno da touca, modelagem e enfim acondicionar as perucas em sacolas personalizadas para entrega.

Como tudo começou

O projeto Laços de Amor nasceu quando Alessandra Moraes, fundadora do Bless Centro Técnico de Beleza, foi impulsionada (ela e o cabeleireiro Geraldo Bernardes) a confeccionar uma peruca para uma criança com leucemia. Nathane Félix, filha da amiga cabeleireira Maralina Felix, mudou sua autoestima ao receber sua peruca de cabelo natural, voltando para a escola, e como ela fazia tratamento no Hospital da Lagoa - hospedada na Casa Ronald, no Rio de Janeiro -, foi questionada onde conseguiu sua peruca. Assim nasceu a parceria com a Casa e com a enfermeira Aline Bravo, daquele hospital, que se sensibilizou e doou a primeira máquina de costura do projeto. A confecção era feita pelo peruqueiro Geraldo Bernardes, mas como cresceu a demanda decidiram começar também a fabricação das perucas. Assim, receberam ajuda de outro parceiro, Manoel, que ensinou todo processo de fabricação.

> Como adquirir a peruca - Basta que a assistida pelo projeto esteja em fase de tratamento de câncer ou com alopecia. Telefone / WhatsApp: (24) 99911-3033. Rua Gustavo lira, 334, São João, Volta Redonda. E-mail: [email protected] 

________________________________________________________

Seja o primeiro a comentar

×

×

×