<

Publicidade

Premio

Conflitos Sociais

Dhiogo José Caetano

dhiogocaetano@hotmail.com

Ouvindo a Terceira Idade

A voz da experiência de Esmeralda Maia de Castro

Idosa conta passagens de sua vida, fala de memórias e deixa mensagem para os jovens

Pelo Brasil  –  09/08/2019 21:54

8683

 

(Foto: Arquivo Pessoal)

“Tive o privilégio de ser a primeira primeira-dama de Uruana, considero este feito de grande importância na minha caminhada evolutiva”

 

. Nome: Esmeralda Maia de Castro  
. Data de nascimento: 8/8/1923
. Reside em: Uruana (GO) 

. Quais os desafios a senhora encontrou ao longo da vida? Relate um depoimento, uma passagem ou uma memória. 

Sou muito honrada em ter participado das diversas inaugurações de órgãos públicos do nosso município, diante dos meus olhos a construção de escolas, bancos e tantas outras instituições que compõem a nossa cidade. Tive o privilégio de ser a primeira primeira-dama, considero este feito de grande importância na minha caminhada evolutiva. Coloquei-me a serviço do povo, ao lado do meu marido, o saudoso Dr. Jairo Ferreira de Castro.

Hoje da minha varanda, lembro-me daqueles anos de militância junto com o meu marido, um verdadeiro pioneiro que visava somente o progresso da nossa cidade. O tempo passou, mas sou grata ao universo pela oportunidade de ter contribuído de forma direta com o desenvolvimento de Uruana. 

. Qual mensagem a senhora deixa para os jovens? 

Peço para os jovens valorizarem a nossa cidade materialmente e intelectualmente falando. Que possam trabalhar de forma honesta, com dignidade, caráter, procurando sempre servir em prol do progresso de Uruana. 

_______________________________________________________

Por Dhiogo José Caetano  –  dhiogocaetano@hotmail.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×