Publicidade

Toca Logo

Conflitos Sociais

Dhiogo José Caetano

[email protected]

Série Opinando e Transformando - Episódio 91

Helga Tytlik - A arte em suas diversas formas

Palestrante e consultora de economia criativa, economia da cultura, empreendedorismo, gestão e inteligência criativa fala sobre cultura de paz, arte e educação

Pelo Brasil  –  23/08/2020 19:12

9581

 

(Foto: Divulgação)

“Neste momento de pandemia e pós, que nos leva a um provável mundo híbrido entre virtual e presencial, o espaço digital é de suma importância para disseminação de conhecimento”

 

Helga Tytlik é a 91ª convidada na série de entrevistas “Opinando e Transformando”. Objetivo é formar um mosaico com o que cada um pensa desse universo multifacetado. Uma oportunidade para os internautas conhecerem um pouco mais sobre os profissionais que, de alguma forma, vivem para a arte/cultura. 

> Nome: Helga Tytlik
> Breve biografia: Palestrante e consultora de economia criativa, economia da cultura, empreendedorismo, gestão e inteligência criativa. Desenvolvimento de projetos de impacto social potencializadas pela economia da cultura. Atuação na gestão pública participando na criação de Sistema de Desenvolvimento pela Cultura e implantação de museu criativo no Museu de Arte de Joinville. Desenvolvedora de cursos EAD relacionados ao empreendedorismo criativo. A experiência de 35 anos no setor privado em multinacionais de grande porte (Volkswagen, Ford, Thyssen) aliada à experiência artística e na gestão pública facilita a convergência de olhares para aplicação da cultura como vetor de desenvolvimento.  Consultoria na área empresarial para estímulo da criatividade e de implementação do modelo de gestão criativa. 

Confira a entrevista com Helga Tytlik

> Em sua opinião, o que é cultura de paz?

Cultura de paz é aquela que busca estimular sempre o melhor nas pessoas, que propõe diálogo, respeito, união, colaboração e parcerias.

> Como podemos difundir de forma coerente a paz neste vasto campo de transformação mental, intelectual e filosófica?

Acredito que aqueles que são da paz já dedicam tempo e esforços publicando sempre estímulos positivos, promovem a circulação do conhecimento para todos e fomentam através de sua palavra e suas ações um mundo melhor para todos. Defendo a arte como um dos veículos mais potentes para fazer essa disseminação. Arte em suas diversas formas está em cada casa, vilarejo e cidade, seja pela música, pelo artesanato, pelo teatro e várias outras linguagens, e transforma com sua ludicidade, com sua sensibilidade.

> Como você descreve a cultura de paz e sua influência ao longo da formação da sociedade brasileira/humanidade?

Estamos vivendo processos extremos e alternados, mas mesmo assim percebo que a cada ciclo vamos caminhando na busca desta cultura de paz, de respeito às diferenças, diversidades... Cada vez mais se faz consciente que a solidariedade, a unidade, participação, colaboração são imprescindíveis para o desenvolvimento sustentável.

> A cultura e a educação libertam ou aprisionam os indivíduos?

A cultura e educação libertam os indivíduos com toda certeza... A consciência dos nossos potenciais e também fragilidades, formação de pensamento crítico, do perfil cultural com certeza contribuem para que tenhamos relações mais saudáveis. Precisamos antes de tudo, estimular o respeito das diferentes formas de ser de cada indivíduo.

> Comente sobre o espaço digital, destacando sua importância na difusão do despertar da humanidade.

Neste momento de pandemia e pós, que nos leva a um provável mundo híbrido entre virtual e presencial, o espaço digital é de suma importância para disseminação de conhecimento, que impulsiona nosso repertório e estimula a criatividade para encontrarmos soluções para o mundo que queremos.

> Qual mensagem você deixa para a humanidade?

Minha mensagem é do cultivo da paz, da bondade, colaboração e união. Cuide do outro como cuida de si mesmo, fomente a fraternidade para que possamos nos unir em vibração por este lindo planeta que tanto nos dá. 

> Clique e confira todas as entrevistas da série sobre Cultura "Opinando e Transformando"      

________________________________________________________

Seja o primeiro a comentar

×

×

×