Publicidade

DJ Welley

Conflitos Sociais

Dhiogo José Caetano

[email protected]

Movimentação Ancestral

A cultura de paz, o caos e a consciência no ápice do despertar

Comecemos a reescrever um novo recomeço; não espere um mundo melhor, seja você o que há de melhor no mundo

Pelo mundo  –  04/02/2021 06:52

9834

 

(Foto Ilustrativa)

A cultura de paz é fundamental no despertar das consciências, diante das possibilidades do cotidiano

 

 

Agradecer é um dom que conquistamos ao longo da vida, capaz de transformar, conscientizar e promover elos de respeito, resiliência, compaixão, tolerância e acima de tudo amor.
Liderar com coerência é um dom de poucos, promover a ordem e o progresso é a missão dos justos, vivenciar o trabalho com amor e zelo é uma tarefa executada por seres humanos conscientes do dever e do ato de servir.

Comecemos a reescrever um novo recomeço. Não espere um mundo melhor, seja você o que há de melhor no mundo.
A vida está sempre recomeçando, o fim é uma invenção humana.
“Lúcifer” é um ser engessado que deseja ser amado.

Cultura de paz é a movimentação democrática dos múltiplos fluxos da vida em correlação com a arte.
Gostar de gente é o caminho da transformação, mas conhecer a verdade através da ética é a única esperança de libertamo-nos dos grilhões da bestialização.

Os bons morreram e estão morrendo em campo, vivenciando o bem pregado pelos hipócritas que pregam a paz, promovendo a morte.
Praticar o bem é a característica fundamental para aquele que se define humano.
O caráter de uma pessoa não se define pela arte que ele executa.

As possibilidades meritocraticamente ofertadas pela vida transcendem todas as expectativas humanas.
A cultura de paz é uma movimentação ancestral, que irradia resistência e passividade. 

________________________________________________________

Seja o primeiro a comentar

×

×

×