Publicidade

Toca Logo

Unidos em Projeto Solidário

UniFOA e Ciep 293 confeccionam e doam protetores faciais

Profissionais da saúde receberão os protetores; sociedade pode ajudar contribuindo em vaquinha online

Viver bem  –  10/04/2020 19:10

9298

 

(Foto: Divulgação)

Produção: Um aluno encaminha o material à impressora, o segundo corta os acetatos nos moldes padronizados e o terceiro encaminha e monta o suporte de elástico com espumas 

 

Em tempos de pandemia de coronavírus (Covid-19), solidariedade é a palavra do momento. Pensando nos profissionais da saúde, os professores do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA) Laert dos Santos e Luciano Marins estão desenvolvendo um projeto de confecção de protetores faciais em parceria com o Ciep 291 (Dom Martinho Schlude), em Pinheiral.  

Em 2018, a parceria entre o UniFOA e o Ciep foi iniciada. Na época, foram capacitados 12 alunos pelo professor Renato Viana, por meio do software da Autodesk, Fusion 360. Os alunos aprenderam a manusear o programa, bem como uma impressora 3D adquirida pelo colégio. Neste ano, dos 12 alunos, três ex-alunos foram novamente qualificados pelo professor Laert dos Santos para que continuem a operar os equipamentos com a finalidade de produzir protetores faciais. 

Segundo o professor Luciano Marins, a linha de produção dos protetores consiste em três fases: um aluno encaminha o material à impressora, o segundo corta os acetatos nos moldes padronizados e o terceiro encaminha e monta o suporte de elástico com espumas para o melhor conforto dos usuários. O grupo pretende confeccionar cerca de 20 protetores por semana, que irão ajudar os profissionais de saúde na prevenção da Covid-19. 

Desenvolvendo uma ação anterior, o professor Laert dos Santos já havia produzido cerca de 20 protetores faciais que foram doados ao Hospital Municipal de Pinheiral. 

- A ideia de ajudar os profissionais de saúde surgiu a partir de postagens na internet e de reportagens televisivas. Tendo o material em casa para a produção, entrei em contato com a professora Cláudia Utagawa, docente do curso de medicina do UniFOA, que nos colocou em comunicação com a Secretaria de Saúde da cidade para a entrega dos protetores - explicou. 

> Canais de ajuda foram abertos para que a sociedade possa ajudar na continuidade dos projetos. O professor Laert dos Santos disponibilizou uma vaquinha online para arrecadar fundos para custear a impressão dos protetores. O Ciep 291 também colocou à disposição uma vaquinha online.

________________________________________________________

Por Assessoria de Comunicação  –  contato@olhovivoca.com.br

Seja o primeiro a comentar

×

×

×