Publicidade

DJ

TV Séries

Silvaninha Medeiros

silvaninhamedeiros@live.com

Cine Holliúdy

Uma produção toda trabalhada no cearencês

Comédia deliciosa de época, costumes e comportamento regionais leva o telespectador ao Ceará, na década de 1970; mais uma aposta acertadíssima no cenário nacional das séries

Colunistas  –  12/05/2019 10:25

8437

 

(Foto: Divulgação)

O ator cearense Edmilson Filho, estrela dos filmes, também é o protagonista na TV; Letícia Colin interpreta Marylin, a mocinha que desperta a paixão de Francis, e se torna parceira dele nas produções cinematográficas locais

 

Estreou na Rede Globo mais uma série brasileira. A comédia é baseada na ideia principal do filme homônimo de 2013, do diretor Halder Gomes, mas adaptada com roteiro original para a TV. Vi o filme na época e gostei muito. Ainda não assisti à continuação “Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral”, lançado em março deste ano. Quanto à série, maratonei os dez episódios disponibilizados na plataforma Globo Play. Eu amo séries de comédia. Infelizmente são poucas que realmente cumprem com sua proposta de fazer rir. As séries de Miguel Falabella são uma exceção (pelo menos para mim). Sou muito fã e estou torcendo para que reconsiderem uma segunda temporada de “Brasil a Bordo”. Como fã de séries e humilde analista, realmente não consigo entender como uma produção desse nível não foi adiante. Talvez o público da TV aberta não tenha assimilado (ainda) o formato, embora os números da audiência tenham sido positivos. Não consigo entender. 

Mas nosso papo é “Cine Holliúdy”, comédia deliciosa de época, costumes e comportamento regionais que nos leva ao Ceará, na década de 1970. Pelo que acompanhei no dia da estreia, a audiência da TV Globo disparou em todo o Brasil, e os comentários nas redes sociais eram só elogios. Não me surpreendeu. A nova produção toda trabalhada no “cearencês”, como o protagonista Francisgleydisson (Edmilson Filho) diz, é mais uma aposta acertadíssima no cenário nacional das séries. Diferente dos filmes, que se passam na cidade de Pacatuba - município vizinho à capital Fortaleza -, na série as aventuras do nosso apaixonado cinemista se ambientam na cidade fictícia de Pitombas, no sertão cearense. O roteiro final é assinado pela dupla Márcio Wilson e Cláudio Paiva e a direção artística é de Patrícia Pedrosa. Halder Gomes também está no projeto como um dos diretores. 

Elenco afinadíssimo 

O ator cearense Edmilson Filho, estrela dos filmes, também é o protagonista na TV. Ao seu lado está um elenco afinadíssimo, desde os grandes nomes, até os menos conhecidos nacionalmente e com pequenas participações. Edmilson Filho dispensa comentários, afinal sua veia humorística é perfeita. Além dele, temos Heloisa Périssé, que pela primeira vez me encantou. Nem mesmo quando interpretou Dercy Gonçalves simpatizei com ela em cena. Mas desta vez Heloísa está maravilhosa na pele da desquitada de São Paulo, atual mulher do prefeito Olegário (Matheus Nachtergaele), que é um show à parte. Nachtergaele traz na construção do prefeito de Pitombas uma pitada generosa de Odorico Paraguassu (Paulo Gracindo em “O Bem-Amado”). 

Os destaques do elenco são muitos. Munízio (Haroldo Guimarães), o engraçadíssimo fiel escudeiro de Francisgleydisson, é um personagem que dá vontade de ter como amigo. Letícia Colin interpreta Marylin, a mocinha que desperta a paixão de Francis, e se torna parceira dele nas produções cinematográficas locais. O casal descompensado Lindoso (Carri Costa) e Belinha (Solange Teixeira) garantem muitas risadas, assim como o delegado Nervoso (Frank Menezes) e o assessor do prefeito Jujuba (Gustavo Falcão). Não poderia deixar de destacar a participação do cantor Falcão como o cego Isaías, que narra a história (também nos filmes). Além de atuar, ele faz um dueto com Elba Ramalho na abertura da série, bem no ritmo nordestino e com letra dentro do universo do tema. A história foi toda filmada aqui por perto, em Areias/SP, no Vale do Paraíba. 

Para gargalhar 

“Cine Holliúdy” nos traz a saga hilariante do personagem Francisgleydisson, que luta com todas as armas que têm para manter viva a arte do cinema no interior do Ceará, depois que um aparelho de televisão chega à cidade. Você confere a produção todas as terças-feiras na TV Globo. Se quiser maratonar, assim como eu, e é assinante da Globo Play, não perca tempo. Você vai rir muito!

Até a próxima.  

> Clique & Confira 

_______________________________________________________

Nas Ondas do Rádio

De segunda a sexta-feira, você curte o programa "Conexão", com Silvaninha Medeiros e Mikatsu Tanaka. Das 13 às 14h, tem música, informação, dicas e muita descontração. Se ligue, compartilhe, conecte-se! Colônia FM 87,5.       

_______________________________________________________

Por Silvaninha Medeiros  –  silvaninhamedeiros@live.com

Seja o primeiro a comentar

×

×

×