Publicidade

RH

Olhar Errante

Ruan Campos

[email protected]

Bioma Brasileiro

Amazônia por Sebastião Salgado

Fotógrafo mergulhou na maior floresta tropical do mundo para lançar seu novo livro

Colunistas  –  17/07/2021 18:45

10088

 

(Fotos: Sebastião Salgado)

As fotografias em preto e branco são a marca registrada do fotodocumentarista; a edição em português chega ao Brasil em setembro 

 

Ativista ambiental e um dos maiores fotógrafos da atualidade, Sebastião Salgado acaba de lançar seu novo livro. Intitulado “Amazônia”, a publicação é fruto de um trabalho minucioso de quase uma década dedicada a fotografar o bioma brasileiro.

Em tempos de destruição ambiental e de políticas públicas do governo federal que não promovem a preservação do meio ambiente, “Amazônia” é um alerta para a importância da demarcação de terras indígenas e o avanço descontrolado do modelo de agronegócio predatório vigente no Brasil.

Em entrevista recente, no programa da jornalista Miriam Leitão na Globo News, Sebastião Salgado afirma: “Este governo talvez seja, na história do nosso país, o maior predador que já existiu contra o bioma amazônico”. O fotógrafo também levantou problemas como a ameaça aos indígenas, da falta de chuva no Brasil e os riscos econômicos que o país está correndo em adotar medidas que não são favoráveis ao meio ambiente. “Uma parte da crise hídrica vem como parte da destruição da Amazônia. Perdemos 18% da floresta e isso afeta imensamente o sistema de chuvas criado pela evaporação”. O garimpo ilegal em terras indígenas é um obstáculo gravíssimo no combate ao desmatamento, que a cada ano vem aumentando e avançando a todo vapor. Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), essas atividades ganharam força e a negligência do governo federal alcançou recordes estratosféricos.

Sebastião Salgado 2

O livro conta com fotografias de tribos indígenas, tomadas aéreas de grandes rios e nascentes e uma parte dedicada à cultura local, revelando rituais e danças ancestrais. “Amazônia” é um dos trabalhos documentais mais esperados do fotógrafo.

Depois do grande sucesso de “Gênesis” e “Êxodos”, o acervo fotográfico sobre a floresta amazônica promete ser um dos maiores trabalhos de Salgado. As fotografias em preto e branco são a marca registrada do fotodocumentarista. A edição em português chega ao Brasil em setembro.

Sebastião Salgado 3

Em Paris, o livro ganhou uma exposição exclusiva. Para 2022, cidades como São Paulo e Rio de Janeiro estão na rota para receberem a mostra com fotografias do novo trabalho do fotógrafo de 77 anos. Por décadas, Sebastião Salgado dedicou seu trabalho para documentar causas ambientais e sociais.

Sebastião Salgado é um agente ambiental e antropólogo da imagem. Seus trabalhos relatam as mazelas contemporâneas e lançam luz em direção a novos caminhos necessários para questões urgentes que avançam a passos largos.

Não podemos adiar para amanhã ou jogar para debaixo do tapete velhos problemas. A Amazônia não pode esperar mais! A destruição da floresta avança a cada minuto e o amanhã pode ser tarde demais. 

________________________________________________________

Seja o primeiro a comentar

×

×

×