Publicidade

DJ

Literatura & Cia.

Jean Carlos Gomes

poearteditora@gmail.com

Especial Missão

O inesquecível encontro com Olga Savary, uma protagonista da literatura

Entrega da "IV Coletânea Século XXI" concretiza a homenagem a essa poeta brasileira, pelos seus 80 anos de vida e dedicação à arte de escrever

Colunistas  –  13/09/2013 11:19

1

(Fotos: Divulgação)

Registro de emoção única: O jornalista Vicente Melo, Olga Savary e este colunista

Mais de quatro meses depois, retornamos ao Rio de Janeiro para a especial missão de prestar contas do nosso trabalho. Amanhece um domingo suave evocando um ótimo 1º de setembro de 2013. Acordo cedo, como previsto, de forma a cumprir as etapas do compromisso com algo mais que antecedência, com a garantia de segurança de um aguardado ritual. Nosso novo encontro com a internacional poeta Olga Savary tem o sabor da missão cumprida e com mais uma dose de orgulho da PoeArt Editora de Volta Redonda, por homenageá-la ao editar o seu 20º livro. A entrega da "IV Coletânea Século XXI" concretiza a homenagem a essa poeta brasileira, pelos seus 80 anos de vida e dedicação à literatura.

Participando desse trabalho desde o início, acompanhou-nos o amigo Vicente Melo, jornalista que compõe a plêiade de colaboradores da PoeArt Editora. A viagem foi apropriada também para atualizarmos as informações sobre os trabalhos em andamento, os já planejados e o caminho rumo ao futuro. Ao contrário do trânsito em nossas estradas e, sobretudo, em uma cidade como o Rio de Janeiro, que só piora com o passar do tempo, melhoram as perspectivas de quem trabalha com a cultura, mercê do desenvolvimento econômico que traz a reboque o desejo maior do homem, aquele que se manifesta pouco fora da poesia. É a busca por uma felicidade ampla por meio do desenvolvimento pessoal, mas que alcance os demais, que corrija as mazelas em suas raízes e que satisfaça toda a dimensão da ética e das pessoas em suas identidades. 

Encontro lítero-cultural com a instigante escritora

Como o tráfego intenso promove uma intervenção que nos tira a tranquilidade das projeções poéticas e culturais, redobramos a atenção sob a tensão, submetidos aos balanços e solavancos sob o ruído impertinente de motores, buzinas e freadas. Cedo ainda, deixamos a nossa preciosa bagagem guardada já no prédio de nossa homenageada, em Copacabana, para voltarmos mais tarde para o nosso encontro lítero-cultural com a instigante escritora Olga Savary.

Em dia ameno andamos pelo calçadão da orla inspiradora de centenas de passos, de prosa e apreciação dos movimentos permanentes do ir e vir dos turistas, cariocas da gema, das claras e morenas de corpos secos e molhados, e do mar que não para de banhar continuamente as pessoas e a areia. Sem tumultos, mas em constantes movimentos, corpos suados, molhados, malhados, vôlei, frescobol, futebol, slackline, contemplação, gastronomia, música, artesãos, castelos de areia e sonhos por meio dos quais artistas anônimos criam também um jeitinho de defender o pão de cada dia.

Almoço deliciosamente temperado com a inigualável vista panorâmica da Princesinha do Mar. Sem pressa, antes de deixarmos a orla, chamou-nos a atenção um conjunto de árvores visivelmente decididas a acompanhar as pessoas até o mar - O que dizer diante de várias árvores, todas pendidas para o mar? Enquanto aguardávamos o horário de nosso compromisso, apreciávamos o movimento das ruas, vitrines e pessoas de uma cidade que se desgasta e se renova simultaneamente como quem busca algo que já está muito próximo.

Enfim, frente a frente com a Mona Lisa de Copacabana

2

Presente: Olga Savary ficou irradiante com a homenagem recebida

Anunciada a nossa presença, fomos recebidos com alegria e a curiosidade de um olhar atento sobre a obra, com a qual prestamos uma homenagem à sua pessoa, enfatizando sua vida e obra ao ensejo dos seus 80 anos, a "IV Coletânea Século XXI", da PoeArt Editora. Acessível, cuidadosa e interessada, quis saber como começou o nosso trabalho, quem somos, como fazemos. Conta as suas ricas experiências literárias, sua vivência com vários dos grandes vultos da nossa cultura, sempre com o aquecido calor benfazejo de quem compartilha com generosidade.

Rodeada de livros, milhares de escritos, quadros, seus afazeres literários, nos dedicou mais de três horas de sua atenção, carinho, gentileza e presteza, passando-nos um pouco da sua experiência, visão do espinhoso caminho trilhado por quem escreve, sempre com grandeza de espírito. Mestra de saber maduro, discernimento e clareza, privilégio dos que se dedicam com afinco ao estudo e ao trabalho, como razão maior da vida. Assim é Olga Savary, sua vasta e rica obra frequenta todos os continentes, sua poesia conquistou seguidores e admiradores, sua história vem balizando a trilha de tantos novatos que ela acolhe com carinho maternal.

Obrigado, mestra Savary, por nos proporcionar mais esse inesquecível encontro, quando nos serviu o melhor de seus conhecimentos e vivências e deixou-nos à vontade para nos deleitar com as suas ricas histórias frequentadas por personagens repaginados pela sua franqueza.

Por Jean Carlos Gomes  –  poearteditora@gmail.com

6 Comentários

×

×

×

  • Alexandra Vieira de Almeida

    Prezado Jean Carlos Gomes, parabéns pela matéria. Ficou ótima. Olga Savary é realmente uma poeta formidável, a melhor de nosso Brasil. Um abraço, Alexandra Vieira de Almeida.

  • Adahir Gonçalves Barbosa

    Nesta justa homenagem à poeta Olga Savary respingam louvores ao prestador da homenagem, o dinâmico Jean Carlos Gomes, com certeza o maior fomentador da poesia em nossa região, já ultrapassando fronteiras...

  • Mais comentários