Publicidade

Metamorfose Bar

Olho Pop

Cláudio Alcântara

[email protected]

História Pessoal

Jesus Borges lança clipe em 11 de junho

Canção fala sobre relacionamento abusivo; além de cantar e atuar no vídeo, o artista assina a produção executiva e o roteiro do clipe

Colunistas  –  06/05/2021 17:34



“Objetivo é incentivar o público a, se perceber o menor sinal de abuso, despertar-se”

 

 

Desculpa”, nova aposta de Jesus Borges na área musical, chega dia 11 de junho, acompanhada de clipe. E o OLHO VIVO dá umas pistas do vem por aí. São imagens dos bastidores da gravação do vídeo. A canção, segundo o artista multifacetado, fala sobre relacionamento abusivo, com o objetivo de incentivar o público a, se perceber o menor sinal de abuso, despertar-se. A canção é inspirada numa história vivida por JB em uma fase recente.

- A música tem uma mensagem muito linda sobre auto amor. Eu doei tudo de mim pra esse projeto, e espero que “Desculpa” fale e transforme muitas histórias - diz o jovem, indicado ao Prêmio OLHO VIVO - Categoria Ator 2017. 

O clipe tem produção executiva de Jesus Borges; roteiro de Renata Leite e Jesus Borges; direção e concepção de Renata Leite; figurino e cenografia de Lorena Sendr; filmagem e edição de Celavi Filmes; fotografia de Roberto Cardoso; produção geral e concepção de locação, de RL Sonorização; produção e fotografia de set de Karina Mendes. No elenco estão Jesus Borges, Renata Leite, Jack Santtoro, Barbara Sheldon, Luciana Brant, Francisco Brant e Anne Ribeiro. 

Creme Ovos de Páscoa Páscoa Cartão

Quem é Jesus Borges

Jesus Borges é de Goiânia, morou em Resende e atualmente mora no Rio de Janeiro. Começou na arte aos 6 anos, quando se apresentou em uma peça teatral na escola. Daí em diante não parou mais. Recentemente, esteve na novela “Gênesis”, da Record TV, interpretando um Miserável na trama. Em junho de 2020, ele participou de uma live diferente: Dia Mundial do Orgulho LGBTI+ (Festival de Cultura - Parada Online Brasil). JB integra o Grupo Síncope, idealizado por Tatiana Medeiros e Marj Mainque (o Síncope se apresentou no trio elétrico da Parada LGBTI+ no ano passado, 2019). Ele também lançou a canção “Não vou voltar atrás” (pop romântico), composta em parceira com Vic Limberger, nas plataformas digitais em agosto de 2018. Nesse mesmo ano, de 7 a 28 de agosto, o Espaço Fluir Botafogo abriu as portas para a história da travesti e da prostituta que emociona o público. A terceira temporada do espetáculo “A mão na face” foi encenada na boate da Zona Sul do Rio de Janeiro. 

Por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), "A mão na face” foi cancelado, mas em fevereiro houve outra sessão virtual no Zoom, para o público PCD (pessoas com deficiência). A peça, texto de Rafael Martins, dirigida por Rô Sant’Anna, é estrelada por Jesus Borges e Renata Leite. Conta a história de Mara, a prostituta cansada de si e de seus shows. Vem carregada de uma fortaleza no olhar, borrada com uma voz rouca e uma gargalhada muda, e Gina, a travesti que nos encaminha pelo olhar, pela postura, e pela movimentação insistente dos lábios, a procura da cor que manchará sua boca: batom que não pinta, mas sangra. A quarta temporada de "A mão na face" começou em 3 de setembro e terminou em 1° de outubro, no Teatro Cândido Mendes.

O ator também foi clicado pelo fotógrafo Carlos Costa para o ensaio que mostra a coleção de sungas da Exodia Beachwear, marca enraizada nas areias do Rio de Janeiro, e posou para a exposição de nu artístico do Luís Teixeira Mendes. 

________________________________________________________

Seja o primeiro a comentar

×

×

×